terça-feira, 31 de maio de 2011

O SACERDÓCIO DE PAULO


Romanos 15 (14-21)

14 Eu próprio, meus irmãos, certo estou, a respeito de vós, que vós mesmos estais cheios de bondade, cheios de todo o conhecimento, podendo admoestar-vos uns aos outros.

15 Mas, irmãos, em parte vos escrevi mais ousadamente, como para vos trazer outra vez isto à memória, pela graça que por Deus me foi dada;

16 Que seja ministro de Jesus Cristo para os gentios, ministrando o evangelho de Deus, para que seja agradável a oferta dos gentios, santificada pelo Espírito Santo.

17 De sorte que tenho glória em Jesus Cristo nas coisas que pertencem a Deus.

18 Porque não ousarei dizer coisa alguma, que Cristo por mim não tenha feito, para fazer obedientes os gentios, por palavra e por obras;

19 Pelo poder dos sinais e prodígios, na virtude do Espírito de Deus; de maneira que desde Jerusalém, e arredores, até ao Ilírico, tenho pregado o evangelho de Jesus Cristo.

20 E desta maneira me esforcei por anunciar o evangelho, não onde Cristo foi nomeado, para não edificar sobre fundamento alheio;

21 Antes, como está escrito: Aqueles a quem não foi anunciado, o verão, E os que não ouviram o entenderão.

Eu preciso


Eu preciso que você seja forte e que nada perturbe a paz de sua mente.

Eu preciso que você fale de felicidade, saúde e prosperidade a cada pessoa que conhece.

Eu preciso que você faça sentir ao seu amigo, que há algo de valor nele.

Eu preciso que você veja o lado brilhante de cada coisa e que consiga otimismo por meio dela.

Eu preciso que você pense sempre o melhor, trabalhe somente para o amor e espere sempre o melhor.

Eu preciso que você seja tão entusiasmado pelo êxito dos demais, como por seu próprio.

Eu preciso que você esqueça os erros do passado e insista para conseguir grandes realizações no futuro.

Eu preciso que você exiba sempre um aspecto atraente em todo tempo e ofereça a todas as pessoas um sorriso.

Eu preciso que você dê tanto tempo ao seu melhoramento pessoal, que não sobre tempo para criticar os outros.

Eu preciso que você seja demasiadamente grande para preocupar-se.

Demasiadamente nobre para irrita-se.

E demasiadamente feliz para permitir a presença de problemas que perturbe a sua fé.

Lembre-se: os olhos jamais viram, os ouvidos jamais ouviram e os corações humanos jamais sentiram o que eu preparei para você. I Coríntios 2:9.

Jesus

DANDO O QUE TEM


Um sábio chegou à cidade de Akbar, mas as pessoas não deram muita importância. Conseguiu reunir em torno de si apenas alguns jovens, enquanto o resto dos habitantes ironizava seu trabalho.

Passeava com os poucos discípulos pela rua principal, quando um grupo de homens e mulheres começou a insultá-lo. Ao invés de fingir que ignorava o que acontecia, o sábio foi até eles, e abençoou-os.

Ao sair dali, um dos discípulos comentou:

- Eles dizem coisas horríveis, e o senhor responde com belas palavras.

O sábio respondeu:

- Cada um de nós só pode oferecer o que tem.
AUTOR DESCONHECIDO

segunda-feira, 30 de maio de 2011

ACOLHIMENTO MÚTUO


Romanos 15 (7-13)

7 Portanto recebei-vos uns aos outros, como também Cristo nos recebeu para glória de Deus.

8 Digo, pois, que Jesus Cristo foi ministro da circuncisão, por causa da verdade de Deus, para que confirmasse as promessas feitas aos pais;

9 E para que os gentios glorifiquem a Deus pela sua misericórdia, como está escrito: Portanto eu te louvarei entre os gentios, E cantarei ao teu nome.

10 E outra vez diz: Alegrai-vos, gentios, com o seu povo.

11 E outra vez: Louvai ao Senhor, todos os gentios, E celebrai-o todos os povos.

12 Outra vez diz Isaías: Uma raiz em Jessé haverá, E naquele que se levantar para reger os gentios, Os gentios esperarão.

13 Ora o Deus de esperança vos encha de todo o gozo e paz em crença, para que abundeis em esperança pela virtude do Espírito Santo.

Duas palavrinhas


Todos o viam como um rapaz solícito e dedicado, mas ele simplesmente não gostava de dizer não. Essa palavrinha o fazia temer. Temer o que mesmo? Ele não sabia ao certo: ser considerado chato, desagradar às pessoas, talvez. Intimamente, porém, o que ele mais temia era o poder da palavra não de machucar a si próprio. Por isso sorriu amarelo e disse sim quando vieram às pressas chamá-lo para substituir alguém na peça de Natal que seria apresentada na igreja. Você pode ir? Só vai ter que se vestir de anjo e ficar lá na frente. Tudo bem, ele diria sim mesmo que tivesse que recitar o salmo 119 de cor.
E no dia, lá estava ele com umas asinhas de isopor muito esquisitas insistindo em lhe cair nos ombros, e o que é pior: uma bata mínima que deixava à mostra suas pernas por inteiro, porque não houve tempo de arranjar uma que fosse do seu tamanho. Enquanto esperava a programação acabar, ele, de cabeça baixa, ouvia risos abafados, puxava a bata para baixo e prometia a si mesmo nunca mais aceitar nada que lhe propusessem. Muita gente ficaria magoada, mas o que fazer? Um sim inconseqüente pode doer infinitamente mais que um não. Pensava ele, mexendo nervosamente os ombros tentando equilibrar as asas de isopor, até que uma delas partiu-se e caiu solenemente no chão.

E sua história tragicômica (que me salvou de contar uma das minhas) me fez lembrar a parábola dos dois filhos, que está em Mateus 21: 28-32. Jesus estava ensinando no Templo quando alguns sacerdotes e religiosos de altos cargos achegaram-se para questionar com que autoridade ele ousava desafiar o sistema religioso de então com idéias, palavras e atitudes que mudavam completamente a noção de Deus que vigorava naquela época. Jesus não respondeu de pronto a pergunta deles, mas contou antes uma parábola, que o livraria de uma vazia discussão teológica e ensinaria aos mais humildes que o escutavam uma lição superior sobre o amor - sempre a ênfase da pregação de Cristo.

A parábola conta que um pai chamou seus dois filhos para trabalharem na vinha. Aqui, Cristo nos remete ao capítulo cinco de Isaías. Quem sabe não era sobre o profeta que Jesus falava ao ser interrompido pelos sacerdotes? A vinha representa o próprio povo de Deus, separado, escolhido e cuidado para dar bons frutos, mas que acabou por se afastar bruscamente dos propósitos divinos, até tornar-se deserto. Pois bem, um dos filhos disse sim ao pai, no entanto não foi trabalhar. O outro filho disse que não queria ir. A Bíblia não diz que o Pai questionou os motivos do filho - um dia de sol que convidava a tomar banho no rio Jordão, um compromisso com os amigos, uma aula de técnica vocal; diz somente que ele não queria ir à vinha, foi sincero e disse não. Até aí os dois filhos estavam em pé de igualdade, nenhum deles havia feito a vontade de seu pai. Mas aquele que disse não se arrependeu em seguida e foi trabalhar conforme seu pai havia pedido.

Numa pequena história, duas mensagens igualmente importantes. A primeira é que um não é insuficiente para afastar um filho da vontade de seu Pai. A maravilhosa graça de Deus espera que compreendamos a sua vontade e aguarda o nosso arrependimento sincero. Deus ama a sinceridade de coração. Não força, não questiona, não briga. Ele apenas pede e espera. Não quer um sim medroso, cheio de dúvidas ou contradições. Quanto mais O conhecemos, mais Seu amor nos impele a servi-lO com alegria, e é essa a resposta que Ele deseja de nós. Mas de vez em quando nossa natureza humana, maculada de egoísmo, vai negar-Lhe uma entrega. E Ele vai estar lá, esperando que o amor que nós conhecemos nEle nos leve a arrepender e voltar atrás.

Depois, a segunda mensagem: um sim hipócrita sempre afasta o filho da vontade do Pai. A Bíblia não diz qual motivo fez o filho voltar atrás no seu sim. Pode até ter sido um motivo que os sacerdotes do templo diriam:nobre ou aceitável. Jesus queria dizer a esses homens é que o povo de Deus não é aquele que uma vez disse sim à religião para vivê-la de forma nominal e hipócrita; povo de Deus é todo aquele que faz a Sua vontade, e renova o seu sim continuamente perante Deus, e não perante ritos e formas vazios. A religião que, de fato, nos liga ao céu é aquela onde se entrevê o Caminho, a Verdade e a Vida, onde o amor não fica estagnado na palavra, mas se manifesta com a pureza do Verbo. Jesus afirmou que a crença aceitável é estar aberto para os caminhos da Justiça Divina, e não da justiça própria. Pois, tantas quantas forem as promessas de Deus, nele está o sim; portanto é por ele o amém, para glória de Deus por nosso intermédio (II Coríntios 1:20)

Eu gostaria que ouvíssemos o que o Pai nos pede, e disséssemos sim. Ele sabe dos possíveis motivos que temos para lhe dar um não sincero, mas não há sentido em confiar em atalhos entre a religião. nós e Ele quando temos tão pouco domínio sobre nosso futuro: quem garante que o tempo nos permitirá retificar nossas respostas? Mas se for para dizer sim, que o façamos em sinceridade de coração, dispostos a levar adiante a fé que professamos, fazer eterno o breve instante afirmativo corroborando-o em cada detalhe da nossa religião. Lembre que um não pode vir a te entristecer, e que um sim falso pode entristecer o Ser que mais te ama no universo.

Autoria desconhecida

domingo, 29 de maio de 2011

COLOCAR-SE A SERVIÇO DO OUTRO



Romanos 15 (1-6)

1 Mas nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos.

2 Portanto cada um de nós agrade ao seu próximo no que é bom para edificação.

3 Porque também Cristo não agradou a si mesmo, mas, como está escrito: Sobre mim caíram as injúrias dos que te injuriavam.

4 Porque tudo o que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que pela paciência e consolação das Escrituras tenhamos esperança.

5 Ora, o Deus de paciência e consolação vos conceda o mesmo sentimento uns para com os outros, segundo Cristo Jesus.

6 Para que concordes, a uma boca, glorifiqueis ao Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo.

A fórmula especial.



Você costuma dizer a seu filho que o ama? Ou você é daqueles pais que têm dificuldade com a frase: " Amo você? "

Esta é a história de um homem. Em verdade, de um pai e um filho.

O homem era apaixonado por caixas. Grandes, pequenas, médias. Caixas altas, baixas. Caixas redondas. Quadradas, retangulares.

O filho amava intensamente o pai. E o pai amava intensamente o filho.

Mas ele não conseguia dizer ao filho que o amava.

Por isso, pensou em uma maneira especial de se comunicar com ele, falando dos seus sentimentos. Começou a construir coisas para seu filho.

Com várias caixas de tamanhos diferentes, ele fez um castelo. E que castelo!

Também construiu um avião. Lindo, imitando um 14 Bis, aquele mesmo com o qual Santos Dumont voou ao redor da torre Eiffel, em paris. E voava muito bem.

Só a chuva impedia os vôos maravilhosos dos aviões de papelão. Esse era um problema que algum dia aquele pai iria resolver.

Quando os amigos do filho apareciam, caixas de todos os tamanhos também apareciam, para o deslumbramento da garotada.

Logo, as caixas se transformavam em casas, torres, castelos, cidades. Também chapéus, armários e pontes.

E o pai continuava a recolher caixas, onde quer que fosse: no supermercado, na loja de eletrodomésticos, no shopping.

A maioria das pessoas achava que o homem era muito estranho. Principalmente, quando ele descia o morro com o filho, dentro de um carrinho feito com a caixa que veio com a geladeira nova.

Os velhos apontavam para ele. As velhas o olhavam zangadas.

Os vizinhos, quando o viam no quintal, às voltas com caixas e mais caixas, riam dele.

Nem se davam conta que uma caixa se transformara em casa de passarinhos, na grande árvore em frente ao portão. E que outra, zelosamente guardava o alpiste para alimentar a passarada.

O homem, no entanto, não se preocupava com os comentários e os risos de ninguém.

Porque empinando papagaio, montando castelos, inventando mil coisas com as caixas, ele descobrira uma fórmula especial de compartilhar horas de lazer com o filho.

E mais do que tudo, carregando o filho nos ombros morro abaixo e morro acima, na manhã de sol ou no cair da tarde, ele aprendera uma maneira particular de compartilhar o amor de um pelo outro.


Moral da História:
Extravase seus sentimentos, demonstrando aos seus filhos o quanto os ama.
Permita que percebam o quanto eles significam para o seu coração.
Se os seus braços estiverem começando a apresentar sinais de ferrugem, lubrifiquem-o com o óleo de muitos abraços.
E se sua voz anda um tanto preguiçosa para as palavras " Amo você", faça como o pai da história e crie situações que permitam estar com seus filhos, para as sadias brincadeiras da infância...
Afinal, tudo é uma questão de vontade, esforço e aprendizado.
AUTOR DESCONHECIDO

A CONVERSA ENTRE JESUS E LÚCIFER"


Olho nunca viu, ouvido nunca ouviu, mente nenhuma imaginou o que DEUS preparou para aqueles que verdadeiramente o amam. I Co 2:9

Um dia Jesus e Lúcifer estavam conversando e Jesus lhe perguntou: - "O que estás fazendo com as pessoas na Terra?"
Ele respondeu: - "Estou me divertindo com elas. Ensino elas a fabricar bombas, a matar, a odiar umas às outras, a casar e a respeitar o casamento, a se prostituírem, a abusar de crianças, a serem viciadas (em drogas, bebida, cigarro, etc), a fazer tudo o que não se deve! Estou me divertindo muito com elas!"
Jesus perguntou: - "E depois o que você vai fazer com elas?" > Ao que respondeu: - "Vou matá-las, acabar com elas!"
Jesus novamente perguntou: - "Quanto você quer por elas?" Lúcifer então disse: - "Você não vai querer essas pessoas! Elas são traiçoeiras, mentirosas, falsas, egoístas e avarentas! Elas não vão Te amar de verdade, vão bater e cuspir no Teu rosto vão Te desprezar e nem vão levar em consideração o que Tu fizeres!". "Quanto você quer por elas, Lúcifer?", falou Jesus com toda a autoridade.
"Quero toda a Tua lágrima e todo o Teu sangue".
"Trato feito!", disse Jesus. E Jesus pagou o alto preço da nossa salvação e redenção! Mas nos esquecemos disso, esquecemos de Jesus! Acreditamos em tudo o que os homens nos ensinam, mas sempre questionamos as coisas que vem de Deus! Todos querem um dia estar com Deus, mas não querem conhecê-lo antes! E amá-lo! Muitos dizem: - "Eu acredito em Deus", mas não fazem nada por Ele!
As pessoas mandam notícias e piadas por e-mail, umas para as outras, e tudo na "velocidade da luz!"
Mas quando a mensagem é sobre Deus ou Jesus, as pessoas pensam duas vezes antes de compartilhá-lá com as outras.
Dizem a todo o momento a qual clube de futebol pertence, elogiam os amigos, encontram qualidades nos desafetos, mas pensam duas vezes antes de dizerem: "AMO E P ERTENÇO A JESUS!" Tentam ser invisíveis quando se trata de Jesus! POR QUÊ? Será que quando você terminar de ler essa mensagem, você mandará para alguém, ou você não está seguro do que as pessoas pensarão sobre você, se a enviar?
Sentir vergonha? Infelizmente falar sobre Deus ou Jesus Cristo não é um assunto que as pessoas gostam de ouvir! Somente querem a Jesus quando estão em grandes apuros!
Agora estamos em grandes apuros! Mas amo a Jesus assim como ele me ama!!!
AUTOR DESCONHECIDO

sábado, 28 de maio de 2011

NÃO ESCANDALIZAR O IRMÃO


Romanos 14 (15-23)

15 Mas, se por causa da comida se contrista teu irmão, já não andas conforme o amor. Não destruas por causa da tua comida aquele por quem Cristo morreu.

16 Não seja, pois, blasfemado o vosso bem;

17 Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.

18 Porque quem nisto serve a Cristo agradável é a Deus e aceito aos homens.

19 Sigamos, pois, as coisas que servem para a paz e para a edificação de uns para com os outros.

20 Não destruas por causa da comida a obra de Deus. É verdade que tudo é limpo, mas mal vai para o homem que come com escândalo.

21 Bom é não comer carne, nem beber vinho, nem fazer outras coisas em que teu irmão tropece, ou se escandalize, ou se enfraqueça.

22 Tens tu fé? Tem-na em ti mesmo diante de Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova.

23 Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque não come por fé; e tudo o que não é de fé é pecado.

Para uma melhor auto estima


Fé é louvar a Deus através das minhas lágrimas mesmo quando o meu sol está em eclipse. Pamela Reeve


Pare e pense, por apenas alguns segundos, quão tolo e inútil é viver sob o estigma do medo de uma crítica. Se você está fazendo algo que você sabe que é certo fazer, qual é a razão que justifica a presença do medo da crítica das outras pessoas?

Você está preocupado com os comentários e opiniões que poderão trazer feridas à sua auto-estima e auto-imagem? Você está com receio de falar aquilo que sente deve ser falado, ou de empreender uma ação, ainda com receio de ser ferido em seus sentimentos? Se, realmente, você deseja aprimorar em grande escala a sua auto-estima é absolutamente imperativo que você não venha permitir que outras pessoas sejam responsáveis pelo seu massacre interior. Ao invés, crie alguma coisa de positivo e de genuíno valor. Faça uma positiva diferença. Tapinha nas costas é algo que, por alguns minutos pode lhe fazer bem, mas o que realmente irá lhe proporcionar o melhor é o senso de estar realizando algo de profundo valor.

Busque aquilo que há de positivo na crítica das outras pessoas. Entenda que isso não deve, necessariamente, lhe ferir; pelo contrário, isso pode ajudá-lo e muito. Entenda, finalmente, que o mais importante nesta vida é viver para a audiência de apenas uma Pessoa: Deus. Com esta firme determinação, vá em frente com a confiança de que você está fazendo uma significa diferença e os resultados práticos desta diferença serão apenas uma questão de tempo.


Para Meditação:

Eu sou pobre e necessitado, porém o Senhor cuida de mim; tu és o meu amparo e o meu libertador; não te detenhas, ó Deus meu! Salmos 40:17

Nélio DaSilva

Viver ou juntar dinheiro?


Li em uma revista um artigo no qual jovens executivos davam receitas simples e práticas para qualquer um ficar rico. Aprendi, por exemplo, que se tivesse simplesmente deixado de tomar um cafezinho por dia, nos últimos 40 anos, teria economizado 30 mil reais. Se tivesse deixado de comer uma pizza por mês, 12 mil reais. E assim por diante.
Impressionado, peguei um papel e comecei a fazer contas. Para minha surpresa, descobri que hoje poderia estar milionário. Bastaria não ter tomado as caipirinhas que tomei, não ter feito muitas viagens que fiz, não ter comprado algumas das roupas caras que comprei. Principalmente, não ter desperdiçado meu dinheiro em itens supérfluos e descartáveis.
Ao concluir os cálculos, percebi que hoje poderia ter quase 500 mil reais na minha conta bancária. É claro que não tenho este dinheiro. Mas, se tivesse, sabe o que este dinheiro me permitiria fazer? Viajar, comprar roupas caras, me esbaldar em itens supérfluos e descartáveis, comer todas as pizzas que quisesse e tomar cafezinhos à vontade.
Por isso, me sinto muito feliz em ser pobre. Gastei meu dinheiro por prazer e com prazer. E recomendo aos jovens e brilhantes executivos que façam a mesma coisa que fiz. Caso contrário, chegarão aos 61 anos com uma montanha de dinheiro, mas sem ter vivido a vida.
"Não eduque seu filho para ser rico, eduque-o para ser feliz. Assim ele saberá o VALOR das coisas e não o seu PREÇO".
Max Gehringer

sexta-feira, 27 de maio de 2011

SÓ DEUS PODE JULGAR


Romanos 14 (10-14)
10 Mas tu, por que julgas teu irmão? Ou tu, também, por que desprezas teu irmão? Pois todos havemos de comparecer ante o tribunal de Cristo.

11 Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, E toda a língua confessará a Deus.

12 De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.

13 Assim que não nos julguemos mais uns aos outros; antes seja o vosso propósito não pôr tropeço ou escândalo ao irmão.

14 Eu sei, e estou certo no Senhor Jesus, que nenhuma coisa é de si mesma imunda, a não ser para aquele que a tem por imunda; para esse é imunda.

O Poder do Entusiasmo ( 3)


A energia positiva é algo muito contagiante e poderosa! Durante todo o meu ano de formação em PNL percebi isto na prática. A cada fim de semana que tinha curso, saía do INAp energizado, vibrante, contagiado por todas as pessoas positivas e entusiasmadas que conheci lá. A partir daí, comecei a prestar mais atenção na maneira como as pessoas lidam com suas tarefas do dia-a-dia e buscam os seus objetivos.
Recentemente, conversei com uma amiga minha que está se preparando para um concurso super concorrido: engenheiro do BNDES. Ela trabalha durante a semana toda em uma empresa, vai a cursos às noites, passa fins de semana inteiros estudando e ainda arruma um tempinho para algum esporte e lazer. Mas o que me chamou mais a atenção não foi a maneira como concilia tantos afazeres. Isto, ainda que seja uma grande qualidade, não é uma exclusividade dela. Agora, o seu entusiasmo é realmente impressionante! A garota fala de suas longas horas de estudo no fim de semana como quem conta como foi uma viagem de férias! Fala do seu curso noturno como quem conta como foi o barzinho com os amigos da noite anterior. Conta dos grupos de estudo que organiza com a mesma alegria e entusiasmo de quem organiza um churrasco ou uma festa! Eu, que me considero um cara entusiasmado, realmente fico impressionado com isso nela.
O entusiasmo é um dos aspectos mais importantes para conquistarmos nossos objetivos. Ele nos dá força para percorrermos a caminhada em direção aos nossos sonhos sem que ela se torne uma coisa penosa. Ele nos dá alegria e leveza hoje, nos mantém empenhados em conseguir o que queremos de verdade, por mais difícil que seja. O entusiasmo também aumenta o nosso foco. Quando vibramos por alguma coisa, naturalmente colocamos mais energia nela, direcionamos os nossos pensamentos para nosso objetivo e como podemos superar as dificuldades do percurso. Entusiasmo significa curtir a jornada, viver o Agora, em vez de ficar com a cabeça numa ilusão criada pela nossa mente chamada futuro (trataremos deste tema em detalhes em posts futuros).
Mas e quando o caminho para alcançar um objetivo é duro demais, como nos manter entusiasmados? Aqui vão algumas dicas. Primeiro, você deve ter especificado sua meta corretamente e está convicto que você quer isto  mesmo. Você tem motivos suficientementes fortes para desejar este objetivo. Agora, focalize o momento da chegada! Feche os olhos e imagine como será o dia em que você chegar lá. Veja o que você verá no dia, ouça o que você ouvirá e sinta no seu corpo o que você sentirá. Parece bom? OK, agora perceba que, a cada movimento que você faz na direção do seu objetivo, cada dia que você se dedica um pouco mais, você está se aproximando mais dele. É como a preparação para uma festa, onde você curte sair para comprar roupa, cortar o cabelo, se arruma, etc. Ou aquela viagem de férias, que você começa a organizar com muitos meses de antecedência, pesquisando cada detalhe, que lugares você conhecerá, onde se hospedará, como se transportará. Tenho certeza que o dia que você conseguir o seu grande sonho vai se sentir muito mais feliz do que indo para uma festa ou mesmo viajando para um lugar súper legal. Então, porquê não iria se entusiasmar e vibrar tanto ou mais com a preparação para conquistá-lo?
De agora em diante, preste atenção às suas atitudes e perceba o seu grau de entusiasmo. Não se permita nunca mais fazer as coisas para alcançar o seu sonho de mau humor, reclamando. Quando isto acontecer, pare tudo e fale para você mesmo, em voz alta, com ímpeto e alegria: “Fulano, tenha entusiasmo!” Vibre pelo que você faz e compartilhe esta vibração com os outros. Você verá que as pessoas perceberão isto em você, te darão força, acreditando que você é capaz de alcançar seu grande objetivo. E, com toda a certeza, você será retribuído com ainda mais doses de entusiasmo!
Sucesso a todos!
AUTOR DESCONHECIDO

Como se Mede uma Pessoa


Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento.
Ela é enorme para você quando fala do que leu e viveu, quando trata você com carinho e respeito, quando olha nos olhos e sorri destravado.
É pequena para você quando só pensa em si mesma, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade verdadeira..
Uma pessoa é gigante para você quando se interessa pela sua vida, quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto.
É pequena quando desvia do assunto.
Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma.
Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos clichês.
Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas: será ela que mudou ou será que o amor é traiçoeiro nas suas medições?
Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande.
Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser infinito.
É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos.
Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações.
Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente, se torna mais uma.
O egoísmo unifica os insignificantes.
Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande.
É a sua sensibilidade sem tamanho.
Autor Desconhecido

Os tamanhos variam conforme o grau de envolvimento.
Ela é enorme para você quando fala do que leu e viveu, quando trata você com carinho e respeito, quando olha nos olhos e sorri destravado.
É pequena para você quando só pensa em si mesma, quando se comporta de uma maneira pouco gentil, quando fracassa justamente no momento em que teria que demonstrar o que há de mais importante entre duas pessoas: a amizade verdadeira..
Uma pessoa é gigante para você quando se interessa pela sua vida, quando busca alternativas para o seu crescimento, quando sonha junto.
É pequena quando desvia do assunto.
Uma pessoa é grande quando perdoa, quando compreende, quando se coloca no lugar do outro, quando age não de acordo com o que esperam dela, mas de acordo com o que espera de si mesma.
Uma pessoa é pequena quando se deixa reger por comportamentos clichês.
Uma mesma pessoa pode aparentar grandeza ou miudeza dentro de um relacionamento, pode crescer ou decrescer num espaço de poucas semanas: será ela que mudou ou será que o amor é traiçoeiro nas suas medições?
Uma decepção pode diminuir o tamanho de um amor que parecia ser grande.
Uma ausência pode aumentar o tamanho de um amor que parecia ser infinito.
É difícil conviver com esta elasticidade: as pessoas se agigantam e se encolhem aos nossos olhos.
Nosso julgamento é feito não através de centímetros e metros, mas de ações e reações, de expectativas e frustrações.
Uma pessoa é única ao estender a mão, e ao recolhê-la inesperadamente, se torna mais uma.
O egoísmo unifica os insignificantes.
Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande.
É a sua sensibilidade sem tamanho.
Autor Desconhecido

quinta-feira, 26 de maio de 2011

NÃO BRIGA POR COISAS SECUNDÁRIAS


Romanos 14 (1-9)

1 Ora, quanto ao que está enfermo na fé, recebei-o, não em contendas sobre dúvidas.

2 Porque um crê que de tudo se pode comer, e outro, que é fraco, come legumes.

3 O que come não despreze o que não come; e o que não come, não julgue o que come; porque Deus o recebeu por seu.

4 Quem és tu, que julgas o servo alheio? Para seu próprio senhor ele está em pé ou cai. Mas estará firme, porque poderoso é Deus para o firmar.

5 Um faz diferença entre dia e dia, mas outro julga iguais todos os dias. Cada um esteja inteiramente seguro em sua própria mente.

6 Aquele que faz caso do dia, para o Senhor o faz e o que não faz caso do dia para o Senhor o não faz. O que come, para o Senhor come, porque dá graças a Deus; e o que não come, para o Senhor não come, e dá graças a Deus.

7 Porque nenhum de nós vive para si, e nenhum morre para si.

8 Porque, se vivemos, para o Senhor vivemos; se morremos, para o Senhor morremos. De sorte que, ou vivamos ou morramos, somos do Senhor.

9 Porque foi para isto que morreu Cristo, e ressurgiu, e tornou a viver, para ser Senhor, tanto dos mortos, como dos vivos.

E pra quem vencer


Voce fala por aí que a vida é só sofrimento
Quantas vezes já te deu vontade de parar
Seu proceder é reclamar, dizendo: Não tem jeito!
Você Chega a lamentar que é mais um ao vento
Que a felicidade é feita de chorar!
Mas eu creio nas promessas
E sua história, dessa forma não vai terminar
As palavras deste livro ninguém pode contestar
Apenas estou aqui como profeta, quem me enviou não
erra
Ele vai virar do avesso o teu cativeiro
Pois nem tudo o que acontece é como a gente quer
A vida sei que feito de espinho é
Ao tropeçar, o melhor remédio é levantar de novo!
Preservere, siga em frente sem olhar atrás
Pois quando cruzar os portais você vai pisas em ruas
de ouro!
Deus preparou um morada pra você na gloria
Se nesse vida de espinho, hoje você chora
Saiba que na outra, tu irar sorrir!
Deus faz projeto que o homem jamais imagina
Seu diploma de arquiteto ninguém desafia
Contemple a morada que ele fez pra ti
Onde os teus pés jamais irão se ferir
Onde tudo é mais bonito e a beleza não tem fim!
Uma cidade de puro ouro
Onde a ferrugem não corrói o tesouro
Onde a tristeza jamais haverá
Onde o louvor nunca mais cessará
Um lindo coral em louvor triunfal
Fará em detalhe você entender que a coroa de honra e o
troféu de glória
É pra quem vencer!
AUTOR DESCONHECIDO

Somos Responsáveis


Somos responsáveis pelos nossos conflitos, pois os criamos apenas para atingir a experiência e compreensão da harmonia, da paz, da felicidade.

Sabemos desde o princípio que é uma guerra perdida, mas insistimos. A única saída que nos damos, dentro dessa luta absurda é a aceitação e a entrega. Esse é o verdadeiro propósito do conflito que criamos. Acredito verdadeiramente que a natureza primeira do homem é boa e pacífica. Somos sim seres auto reflexivos, absorvemos, nos apropriamos e devolvemos ao mundo aquilo que absorvemos.

Transformamos e somos transformados todo o tempo. Somente quando o impulso natural em direção ao afeto é obstruído ou bloqueado que se desencadeiam sentimentos negativos como a frustração, seguida da raiva.

A natureza humana é basicamente bondosa e amorosa.

O coração se abre quando o lixo é retirado. É a partir desse fato que chego à conclusão que nossa natureza é primeiramente bondosa e amorosa.

Temos também que aprender a escolher diferenciar a fantasia da realidade. Devemos experimentar a independência do ego, sem medo de se desmanchar. Isso requer aceitação. Aceitação dos nossos limites, nossas raízes, nossa luz e nossa sombra e determinação para mudar.

Vivemos em guerra com nosso ego. Separando-o do Universo e da vida, permitimos que ele nos domine, esquecemos que esse mesmo ego foi construído por nossos anseios infantis. Mas percebo que muitas vezes é bastante interessante deixar nosso desejo de lado e permitir que nossa vida viva por si mesma.

Quem não conhece aquela maravilhosa frase de Cristo, que diz: "Faça tua parte e eu farei a minha". Pare um pouco e reflita sobre esta frase. Fazemos nossa parte, mas qual é o momento exato de deixarmos o Universo agir por si mesmo, deixar que se cumpra o nosso destino? Você já tentou entregar um momento de total impotência nas mãos de Deus? Conseguiu?

É muito, muito difícil. Requer atenção e treinamento. É o verdadeiro exercício da fé. Sim, porque a fé só se desenvolve exercitando-a diariamente, a cada minuto, todo o tempo.

Como complicamos tudo, não é verdade? Seria tão mais fácil simplesmente viver e deixar viver. Por que será que nunca conseguimos simplificar?

Se formos sensatos, tentaremos aprender um pouco com a sabedoria e construiremos um modo de vida mais completo, possam unidos solucionar os conflitos que todos nós, humanos, trazemos em nossos corações.
Socorro Chagas

quarta-feira, 25 de maio de 2011

A MADRUGADA DE UM TEMPO NOVO


Romanos 13 (11-14)

11 E isto digo, conhecendo o tempo, que já é hora de despertarmos do sono; porque a nossa salvação está agora mais perto de nós do que quando aceitamos a fé.

12 A noite é passada, e o dia é chegado. Rejeitemos, pois, as obras das trevas, e vistamo-nos das armas da luz.

13 Andemos honestamente, como de dia; não em glutonarias, nem em bebedeiras, nem em desonestidades, nem em dissoluções, nem em contendas e inveja.

14 Mas revesti-vos do Senhor Jesus Cristo, e não tenhais cuidado da carne em suas concupiscências.

O Anjo do Amor


Há um Anjo que se apresenta com suas vestes de luz, com suas mãos de doçura, com sua voz sincera...

Sempre sorri.
Sempre abraça.
Sempre envolve e alivia a dor.
Não discrimina, nem julga, acolhe sempre a todos.
Sua forma gentil e delicada tem feições de força e poder irresistíveis.

Às vezes se apresenta como uma luz dourada, outras vezes azul, rosa ou prateada...
É sempre da cor exata que nossos olhos puderem enxergar.
Alguns o descrevem com feições masculinas, outros com feições femininas.
Depende de quem o vê.

Para uns é jovem, outros o vêem idoso, por vezes parece uma criança.
Porém todos sabem: ele toma a forma que preciso for quando sua presença é necessária.
Assim ele pode parecer ser grande ou pequeno.
Pode tomar o formato do vento, da lua, das estrelas, do mar, do céu colorido ao entardecer, para promover paz, alegria, saúde ou beleza que emociona.

Também pode assumir a voz da mãe que acalenta ou a voz de um amigo e até de um desconhecido nas horas de precisão.
Estar presente num beijo enamorado.
Naquele abraço, quando tudo parecia perdido.
Numa prece compartilhada.
Pode estar no sorriso que encanta, ou no pão repartido.

Em uma obra de arte ou da tecnologia.
Ser a presença de alguém querido quando a doença visita.
Apresentar-se em forma de flor, de um arco-íris que surge colorindo o céu, de gotas de orvalho, de chuva que molha a terra seca, gerando vida na alma da Terra.
Sua essência pode gerar um livro, ou uma essência que cure e alivie.
Para alguns ele pode vir como o carinho de um cãozinho maroto, que o afaga quando o dia torna-se pesado e sombrio.
Ou nos sons de alegria vindos de um filho que lhe chama.

Quando tocados por sua presença nos sentimos mais fortes e seguimos mais felizes em nossa caminhada, por um certo tempo, até que dele nos esquecemos...
Um dia, após muitos encontros com este Anjo descobrimos que ele nos deixou algo: um presente.
E esses são tempos de uma experiência única, é quando sentimos que nossas palavras exalam um perfume de encanto.
Quando descobrimos, surpresos, que somos nós, agora, quem sempre sorri, sempre abraça, sempre envolve e alivia a dor.
Sem discriminarmos a quem, sem julgamentos, acolhendo a todos, de uma forma gentil e delicada, mas ainda assim trazendo feições de força e poder irresistíveis.

Há um anjo chamado amor e ele vive na Terra, espalhando bênçãos e tocando corações.
Você já o sentiu hoje?
Envolveu-se em seu perfume?
Ouviu sua voz?
Reconheceu seu olhar?
Percebeu o pulsar deste anjo dentro de seu coração? ...
Thais Accioly

A Paz que o Mundo Precisa


A violência eliminou
Destruiu crianças inocentes,
Jovens sonhadores,
Separou famílias
E só trouxe dor e revolta...

É preciso eliminar a violência
Não só das guerras,
Mas também dos Corações.

É uma cruel violência
A falta da escola,
O pobre não ter direito a moradia,
A criança não ter sobrenome,
A Saúde fazer adoecer
E o salário ser de fome...
O envio de mísseis sobre nações
E a má distribuição de renda
São diferentes formas da violência.

Quem quer promover a Paz:
Respeita o Próximo,
Luta pela Igualdade,
Perdoa ao que ofende
E age com Solidariedade...

A violência é eliminada
Quando há Justiça para todos;
Quando Deus está nos corações
E a dignidade é restaurada.

Vamos respeitar ao ser humano
E agir com o Amor Restaurador

Vamos eliminar as armas
E em cada canto plantar uma flor...

Eu quero a paz no mundo,
Mas não a paz que vem da agressão
E nem do silêncio da covardia.

Quero a paz que vem dos corações,
Que se entendem pelos laços do amor,
Que gera vida e Fraternidade,
Que une os que pensam diferente
E que nos faz sermos tratado como gente....

Trabalhando pela paz, penso que faremos um mundo melhor, com mais amor... eu e você...

Tentemos pelo menos, cada um fazendo um pouco, no final, somando-se os esforços o mundo será um lugar bem melhor para deixarmos aos nossos filhos... vamos começar...
Faça algo pela PAZ!!!
Autor Desconhecido

terça-feira, 24 de maio de 2011

O AMOR É O PLENO CUMPRIMENTO DA LEI


Romanos 13 (8-10)

8 A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei.

9 Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.

10 O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor.

Corações de Pedra


Os seres humanos constróem hoje altos muros,

Utilizando seus corações de pedra "duros",
Para não se verem, não falarem nem se ouvirem.
Perderam o sentido da amizade,
Ofendem-se uns aos outros sem razão
E depois nunca lhes nasce a vontade
De se unirem em reconciliação.
Os dias belos deste tempo em que vivemos,
São frustrações, pois vivê-los não sabemos.
Só construímos entre nós separação!...


Petrificando lentamente o coração!...
Euclides Cavaco

O Inconsciente


É provável que ao ler isso você não irá me entender, o porque eu não se, talvez não tenha enxergado a vida da maneira que eu presenciei por alguns segundos.
Quando se diz que o mundo é perfeito, um perfeito ciclo criado por Deus, mas quando eu dizer que foi de uma pequena matéria que se criou todo sistema, você se perguntará como?
Provavelmente o lado obscuro da mente poderia responder todas as suas perguntas, pois todos tentam buscar essa suposta façanha.
Então quando nós vemos a beira de um abismo, tentamos recomeçar do zero, por não ter todas as respostas necessárias.
O mundo é de fato nossa própria mente inconsciente, por estar inconsciente é o momento para buscar todas as respostas, sendo que elas viram com mais clareza e profundidade que é capacitada.
Você pode conhecer esse mundo, mas não estou falando de drogas, muito menos de algo material, mas seus olhos vão lhe dar a solução no último segundo de sua vida.
Não estaria dizendo isso a você sem estar querendo demonstrar esse mundo criado de uma pequena máquina chamada de inconsciente.
Você guarda em seu corpo a coisa mais preciosa que Deus, o criador, pode lhe dar, basta você cultivá-la.
Agora se você entendeu tudo isso que leu com certeza estará se perguntando: O porque de estar carregando algo que somente ligara, quando você se desligar?!
Minha dica é:
Que ainda não é o fim, porque o fim nunca existirá.

Flávio Albino Jr.

segunda-feira, 23 de maio de 2011

A COMUNIDADE E A AUTORIDADE POLITICA



Romanos 13 (1-7)


1 Toda a alma esteja sujeita às potestades superiores; porque não há potestade que não venha de Deus; e as potestades que há foram ordenadas por Deus.

2 Por isso quem resiste à potestade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos a condenação.

3 Porque os magistrados não são terror para as boas obras, mas para as más. Queres tu, pois, não temer a potestade? Faze o bem, e terás louvor dela.

4 Porque ela é ministro de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, pois não traz debalde a espada; porque é ministro de Deus, e vingador para castigar o que faz o mal.

5 Portanto é necessário que lhe estejais sujeitos, não somente pelo castigo, mas também pela consciência.

6 Por esta razão também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo sempre a isto mesmo.

7 Portanto, dai a cada um o que deveis: a quem tributo, tributo; a quem imposto, imposto; a quem temor, temor; a quem honra, honra.

Descoberta


Às vezes, devemos nos alto avaliar.
Nesses momentos descobrimos que temos defeitos intermináveis.
Também descobrimos, que a vida é difícil e nossa jornada complicada.
Mas, aí , nesse exato momento, lembramos que temos sorte.
Temos em nossos corações o mais importante da vida.
Sabemos que em todos os momentos estamos acompanhadas de pessoas verdadeiras, que nos querem bem e realmente se importam com a nossa felicidade. E então, descobrimos que a vida é uma jornada ao conhecimento e devemos mergulhar de cabeça nesse caminho.
O conhecimento é tudo o que precisamos para fazer as pessoas felizes.
Autor Desconhecido

Momentos


Quantas vezes, nos vemos num mar de confusões...
Nos deixando ser massacrados por nossa própria
Condenação...

Somos envoltos por problemas e rotinas...
Que nos fazem esquecer das maravilhas da vida...
Para que sofrer?
Se na verdade é tão simples ser feliz...
Apenas os momentos que nos é dado ...
São aqueles que nós devemos guardar...
E esse momento é agora!

Agora , devemos lutar...
Agora , devemos perseverar...
O momento de ser feliz é agora!
Autor Desconhecido


Quantas vezes, nos vemos num mar de confusões...
Nos deixando ser massacrados por nossa própria
Condenação...

Somos envoltos por problemas e rotinas...
Que nos fazem esquecer das maravilhas da vida...
Para que sofrer?
Se na verdade é tão simples ser feliz...
Apenas os momentos que nos é dado ...
São aqueles que nós devemos guardar...
E esse momento é agora!

Agora , devemos lutar...
Agora , devemos perseverar...
O momento de ser feliz é agora!

Autor Desconhecido

Ver vendo...


De tanto ver, a gente banaliza o olhar;
Vê...não vendo.
Experimente ver, pela primeira vez, o que você vê todo dia, sem ver.
Parece fácil, mas não é;

O campo visual da nossa retina é como um vazio.
Você sai todos os dias, pela mesma porta...
Se alguém lhe perguntar o que vê no caminho, você não sabe.
O hábito suja os olhos e baixa a voltagem.
Mas há sempre o que ver: Gente, coisas, bichos.
E vemos? Não, não vemos.
Uma criança vê o que um adulto não vê.
Tem olhos atentos e limpos para o espetáculo do mundo.
Nossos olhos se gastam no dia-a-dia, opacos. ...
É por aí que se instala o "monstro da indiferença".

AUTOR DESCONHECIDO

domingo, 22 de maio de 2011

AS RELAÇÕES DENTRO E FORA DA COMUNIDADE


ROMANOS 12 (9-21)
O amor seja não fingido. Aborrecei o mal e apegai-vos ao bem.

9 Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros.

10 Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor;

11 Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração;

12 Comunicai com os santos nas suas necessidades, segui a hospitalidade;

13 Abençoai aos que vos perseguem, abençoai, e não amaldiçoeis.

14 Alegrai-vos com os que se alegram; e chorai com os que choram;

15 Sede unânimes entre vós; não ambicioneis coisas altas, mas acomodai-vos às humildes; não sejais sábios em vós mesmos;

16 A ninguém torneis mal por mal; procurai as coisas honestas, perante todos os homens.

18 Se for possível, quanto estiver em vós, tende paz com todos os homens.

19 Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira, porque está escrito: Minha é a vingança; eu recompensarei, diz o Senhor.

20 Portanto, se o teu inimigo tiver fome, dá-lhe de comer; se tiver sede, dá-lhe de beber; porque, fazendo isto, amontoarás brasas de fogo sobre a sua cabeça.

21 Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem.

As leis


Nos tempos que estamos vivendo surgem, quase todos os dias, leis numerosas que objetivam estabelecer normas para as relações sociais dos indivíduos, empresas e nações.

Ao mesmo tempo, outras tantas leis são revogadas, por não mais atenderem às necessidades dos grupos a que se destinavam.

Assim, as leis que mantinham os privilégios de famílias reais ou imperiais tombaram, ante sua ilegitimidade ou imoralidade.

Leis que conferiam poderes a determinadas camadas sociais tiveram que cair, graças a homens que chegaram a expor suas vidas em favor de uma vida melhor para todos.

Leis que estabeleciam a perseguição dos opositores e premiavam bajuladores, foram substituídas por outras, criadas por legisladores amadurecidos e com mais ampla visão social.

Em contrapartida, surgiram leis que estabelecem direitos e deveres a todos e a cada um.

Leis que favorecem a qualquer cidadão se credenciar a cargos públicos. Leis que expressam a igualdade de direitos de todos os homens.

Naturalmente, a verdadeira justiça ainda não é a virtude mais apreciada em todas as comunidades.

Em muitos países, impera ainda a força, os favorecimentos imorais e a arbitrariedade.

Povos existem que morrem de fome, enquanto vige o uso indevido dos bens públicos e a má administração.

Ainda ocorre o domínio de povos sobre povos, por causa de interesses criminosos, das riquezas ou das posições estratégicas ou comerciais.

Tudo isso, no entanto, passará um dia.

As leis interesseiras, que privilegiam grupos ou pessoas, serão banidas da Terra.

Mas as Leis de Deus, que são de perfeita justiça e de perfeito amor, essas permanecerão, sobrepondo-se ao tempo e às criaturas.

Nelas, não há privilégios, nem concessões indevidas.

Como ensinou Jesus: A cada um será concedido conforme suas obras.

São exatamente as Leis Divinas que Jesus veio cumprir, dar execução.

Ante elas, leis humanas que ainda semeiam sombras, que apoiam a indignidade cairão, a pouco e pouco, graças aos homens que, abraçando os princípios cristãos, lutarão por eliminá-las da face da Terra.

Ao afirmar Jesus que Ele vinha cumprir a Lei de Deus, quis dizer que veio desenvolvê-la, dar-lhe seu verdadeiro sentido, apropriá-la ao grau de adiantamento dos homens.

É por esse motivo que nos ensinos de Jesus se encontra o princípio dos deveres para com Deus e para com o próximo.
AUTOR DESCONHECIDO

sábado, 21 de maio de 2011

A COMUNIDADE É UM CORPO VIVO


ROMANOS 12 (3-8)
3 Porque pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um.

4 Porque assim como em um corpo temos muitos membros, e nem todos os membros têm a mesma operação,

5 Assim nós, que somos muitos, somos um só corpo em Cristo, mas individualmente somos membros uns dos outros.

6 De modo que, tendo diferentes dons, segundo a graça que nos é dada, se é profecia, seja ela segundo a medida da fé;

7 Se é ministério, seja em ministrar; se é ensinar, haja dedicação ao ensino;

8 Ou o que exorta, use esse dom em exortar; o que reparte, faça-o com liberalidade; o que preside, com cuidado; o que exercita misericórdia, com alegria.

Coisas Bonitas


Bonitas são as coisas vindas do interior, as palavras simples, sinceras e significativas.
Bonito é o sorriso que vem de dentro, o brilho dos olhos...
Bonito é o dia de sol depois da noite chuvosa
ou as noites enluaradas de verão em que todos saem de casa.

Bonito é chorar quando  sentir vontade
e deixar que as lágrimas rolem sem vergonha ou medo de crítica.
Bonito é ser realista sem ser cruel, é acreditar na beleza de todas as coisas.
Bonito é a gente  continuar sendo gente
em qualquer situação, mesmo nos momentos de dificuldade.
Bonito é você ser você,do jeito que você é, sem máscaras,
sem falsidades, sem falcatruas,com transparência e,
principalmente, com muita bondade e honestidade...
Autor Desconhecido

Transfusão de sangue


Uma menininha sofria de uma terrível e rara doença e estava internada num dos melhores hospitais da cidade. A única chance de recuperação para ela parecia ser através de uma transfusão de sangue do irmão mais velho dela de apenas 5 anos que tinha nascido sem a doença e parecia ter desenvolvido anticorpos necessários para combatê-la.
O médico chamou o pequeno menino, explicou toda a situação e perguntou, então, se ele aceitava doar o sangue dele para a irmã.
Ele hesitou um pouco, mas depois de uma profunda respiração ele disse:
-"Tá certo, eu topo já que é para salvá-la....".
A medida que a transfusão foi progredindo, ele estava deitado na cama ao lado da cama da irmã e sorria, assim como os Pais que observavam, ao ver as bochechas dela voltarem a ter cor. De repente, o sorriso dele desapareceu e ele empalideceu. Ele olhou para o médico e perguntou com a voz tremula:
-"Doutor, é agora que eu vou começar a morrer?"
Por ser tão pequeno e inocente, o menino pensou que teria que dar todo o sangue dele para salvar a irmã!
Mas mesmo tendo entendido mal, ele havia concordado.
Para o médico e os familiares era uma transfusão, mas para o menino ele tinha aceitado dar todo o seu sangue para salvar a irmã.

Quando somos pequeninos e inocentes somos dispostos a grandes gestos de amor ao próximo e, com o passar dos anos, com o amadurecimento acabamos sendo contaminados pelas coisas que vivemos e abrimos mão de gestos de amor ao próximo. Nos omitimos e justificamos nossos atos.
Um homem nos deixou esse exemplo dos inocentes. Ele derramou todo o seu sangue por você.
Pra você ter a noção do tamanho deste gesto se pergunte. Você seria capaz de fazer o mesmo por ele?
AUTOR DESCONHECIDO

sexta-feira, 20 de maio de 2011

O CULTO AUTÊNTICO


Romanos 12 (1-2)

1 Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.

2 E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

Unha de fome


Depois duma vida de misérias e privações Unha-de-Fome conseguiu amontoar um tesouro, que enterrou longe de casa, num lugar ermo, colocando uma grande pedra em cima. Mas tal era o seu amor pelo dinheiro, que volta e meia rondava a pedra, e namorava como o jacaré namora os seus próprios ovos ocultos na areia. Isto atraiu a atenção dum vizinho, que o espionou e por fim lhe roubou o tesouro.
Quando Unha-de-Fome deu pelo saque, rolou por terra desesperado, arrepelando os cabelos.
- Meu tesouro! Minha alma! Roubaram minha alma! Um viajante que passava foi atraído pelos berros.
- Que é isso, homem?
- Meu tesouro! Roubaram meu tesouro!
- Mas morando lá longe você o guardava aqui, então? Que tolice! Se o conservasse em casa não seria mais cômodo para gastar dele quando fosse preciso?
- Gastar do meu tesouro!? Então você supõe que eu teria a coragem de gastar uma moedinha só, das menores que fosse?
- Pois se era assim, o tesouro não tinha para você a menor utilidade, e tanto faz que esteja com quem o roubou como enterrado aqui. Vamos! Ponha no buraco vazio uma pedra, que dá no mesmo. Que utilidade tem o dinheiro para quem só o guarda e não gasta?
AUTOR DESCONHECIDO

A prata


Havia um grupo de mulheres num estudo bíblico do livro de Malaquias. Quando elas estavam estudando o capítulo 3, elas se depararam com o versículo 3 que diz: "Ele assentar-se-á como fundidor e purificador de prata"...Este verso intrigou as mulheres e elas se perguntaram o que esta afirmação significava quanto ao caráter e natureza de Deus. Uma das mulheres se ofereceu para tentar descobrir como se realizava o processo de refinamento da prata e voltar para contar ao grupo na próxima reunião do estudo bíblico.Naquela semana esta mulher ligou para um ourives e marcou um horário com ele para assisti-lo em seu trabalho.Ela não mencionou a razão de seu interesse na prata nada além do que sua curiosidade sobre o processo de refinamento da prata. Enquanto ela o observava, ele mantinha um pedaço de prata sobre o fogo e deixava-o aquecer.Ele explicou que no refinamento da prata devia-se manter a prata no meio do fogo onde as chamas eram mais quentes de forma a queimar todas as impurezas. A mulher pensou em Deus mantendo-nos num lugar tão quente, depois ela pensou sobre o verso novamente, que "ele se assenta como um fundidor e purificador da prata".Ela perguntou ao ourives se era verdade que ele tinha que se sentar em frente ao fogo o tempo todo que a prata estivesse sendo refinada. O homem respondeu que sim, ele não apenas tinha que sentar-se lá segurando a prata, mas também tinha que manter seus olhos na prata o tempo inteiro que ela estivesse no fogo. Se a prata fosse deixada, apenas por um momento, em demasia nas chamas, ela seria destruída.A mulher silenciou por um instante. Depois ela perguntou, "Como você sabe quando a prata está completamente refinada?". Ele sorriu e respondeu, "Oh, é fácil - quando eu vejo a minha imagem nela".

AUTOR DESCONHECIDO

quinta-feira, 19 de maio de 2011

AS DECISÕES DE DEUS SÃO INSONDÁVEIS


ROMANOS 11 (33-36)
33 O profundidade das riquezas, tanto da sabedoria, como da ciência de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e quão inescrutáveis os seus caminhos!

34 Porque quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro?

35 Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?

36 Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.

Pedir a Deus.


Eu pedi a Deus, para tirar a minha dor.
Deus me disse não.
Não cabe a min tira-la, mas a você. De desistir dela.


Deus me disse não. Seu espírito é perfeito e seu corpo
é provisório.
Eu pedi a Deus para me dar paciência.
Deus me disse não.
A paciência é um derivado de tribulações não é doada,


Deus me disse não.
Eu te dou bênçãos. A felicidade depende de você.
Eu pedi a Deus para me proteger da dor.
Deus me disse não.
O sofrimento lhe separa dos conceitos do mundo e lhe
traz mais perto de mim.
Eu pedi a Deus para meu Espírito crescer.
Deus me disse não.
Você. Tem que crescer sozinho, mas eu lhe poderei
para que você. Possa dar muitos frutos.
Eu pedi a Deus todas as coisas para que eu pudesse gostar
da vida.
Deus me disse não. Eu lhe dou a vida para que você. Possa
gostar de todas as coisas.
Eu pedi a Deus para me ajudar a AMAR os outros, o tanto
que ele me ama.
Deus me disse... AH! Finalmente você. Captou a idéia!
*AMA AO TEU PROXIMO COMO A TI MESMO*
AUTOR DESCONHECIDO

Os Espinhos ainda machucam...


“Se você esparrama espinhos, não ande descalço.”

Pois bem. Certo o provérbio italiano, e corretíssimo o pensamento de que muitas feridas poderiam ser evitadas...

De fato, as palavras são coisas simples – ditas aqui e ali, em voz alta ou cochichando – mas se forem mal colocadas, podem desanimar o coração, destruir relacionamentos, trazer imaginações sobre algo que não acontece, levar para longe a esperança.

Mas as palavras também podem servir de liga, aliviar a alma abatida, trazer alento e recuperar laços quebrados.

Seu uso depende somente da realidade vivida. Bem por isso, não deixe as mágoas tomarem conta do seu dia-a-dia, pois a mudança interior – para pior – irá se refletir em tudo o que disser. E as pessoas vão notar, pode ter certeza disso.

Há um certo momento na sua existência em que a fé deve ser traduzida em ações, estando as palavras entre os dois extremos.

Esse é o momento sábio e correto para quebrar o silêncio – não com contendas, mal-humor ou agressões – mas com paciência e amor.

A determinação para trilhar esse caminho vem do alto. Essa convicção está dirigida ao Pai e a seu Filho Jesus, que veio ao mundo para salvar você, abençoando corpo, alma e espírito.

Deixe hoje uma mudança acontecer em sua vida. Peça a Deus que lhe oriente sobre ‘o quê’ falar e ‘como’ se dirigir às pessoas.

Muita coisa pode ser alterada a partir de um coração voltado para o Eterno.

“Porém, que se diz? A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração...” Romanos 10:8

AUTOR DESCONHECIDO

quarta-feira, 18 de maio de 2011

DEUS NÃO VOLTA ATRÁS


Romanos 11 (25 32)
25 Porque não quero, irmãos, que ignoreis este segredo (para que não presumais de vós mesmos): que o endurecimento veio em parte sobre Israel, até que a plenitude dos gentios haja entrado.

26 E assim todo o Israel será salvo, como está escrito: De Sião virá o Libertador, E desviará de Jacó as impiedades.

27 E esta será a minha aliança com eles, Quando eu tirar os seus pecados.

28 Assim que, quanto ao evangelho, são inimigos por causa de vós; mas, quanto à eleição, amados por causa dos pais.

29 Porque os dons e a vocação de Deus são sem arrependimento.

30 Porque assim como vós também antigamente fostes desobedientes a Deus, mas agora alcançastes misericórdia pela desobediência deles,

31 Assim também estes agora foram desobedientes, para também alcançarem misericórdia pela misericórdia a vós demonstrada.

32 Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia.

A resposta


Certa vez, quando Débora ainda era bebê, eu estava a tomar conta dela. Enquanto cuidava dela, assistia à televisão. Estava a ver as notícias e houve uma em especial que cativou a minha atenção. A notícia falava de uma jovem noviça, muito dedicada, que ficou decepcionada com Deus. O motivo para tal, é que Deus não havia atendido ao pedido que ela fizera em prol da madre superiora. Ela havia pedido a cura da madre superiora, mas isto não aconteceu. Em conseqüência deste fato, a jovem decidiu abandonar o convento e voltar para sua vida normal. Contudo, houve uma frase que me chamou a atenção: "Se Deus não me respondeu, eu nunca mais clamo ao Senhor!" Por este motivo ela abandonou o convento.

Será que Deus não respondeu?
O Senhor sempre terá que fazer aquilo que pedimos e queremos? O argumento é que Deus ficou calado e não lhe respondeu. Quantas vezes não pensamos assim também? Deus sempre responde. É fundamental para nós entendermos que Deus muitas vezes responde não. Receber um não do Senhor não significa que Ele ficou calado e muito menos que Ele não nos respondeu.

Ao pensar na cena, fiquei a refletir nas pessoas que abandonaram a fé porque receberam um não como resposta da parte do Senhor. Vi a dura realidade, que muitos não conhecem o Deus a quem servem, pois o chamam de Senhor, mas pretendem que Ele não passe de um serviçal que cumprirá todas as ordens que lhe são dadas. Deus passa a ser um empregado obediente que faz tudo o que desejamos. 


Deus é Senhor. Ele é soberano. É por isto que pedimos que sua vontade se realize. A questão é a seguinte: Como orar pedindo que a vontade do Senhor seja feita e depois recusá-la porque não veio ao encontro dos nossos desejos? Necessitamos aprender de uma vez por todas que Deus é Senhor e não servo.

A Bíblia mostra muitas pessoas que ficaram decepcionadas com Deus, mas não abandonaram a fé. Eu e a maioria das pessoas temos suas crises, porém quando sabemos em quem temos crido, não voltamos às costas ao Senhor que está nos concedendo a chance da salvação. Vendo aquela cena, conclui que não basta ser religioso. Não é só dizer que amamos a Deus. Precisamos saber quem é Deus, para que entendamos as suas respostas e o seu projeto para nossas vidas. É mister que compreendamos que o Senhor é "Deus perdoador; clemente e misericordioso, tardio em irar-se e grande em bondade" (Ne 9.17). Deus tem sempre o melhor para nós. O importante é que conheçamos o Senhor e dediquemos nossas vidas completamente a Ele.

O Senhor sempre nos responde. Eu continuo a pedir-lhe ajuda. Peço muitas coisas a Deus. Ele sempre responde. Já recebi muitos sins, mas também muitos “nãos”. Contudo, aprendi que independente da resposta posso dizer como o profeta: “Ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; o produto da oliveira minta, e os campos não produzam mantimento; as ovelhas sejam arrebatadas do aprisco, e nos currais não haja gado, todavia eu me alegro no SENHOR, exulto no Deus da minha salvação. O SENHOR Deus é a minha fortaleza, e faz os meus pés como os da corsa, e me faz andar altaneiramente. (Hc 3.17-19). Independente da resposta exultarei no Deus da minha salvação e você?”.

Deus é o Senhor. Levantarei minha voz em oração a Ele, suplicarei para que na sua graça e misericórdia me conceda discernimento para que eu possa entender suas respostas. O Senhor responde-nos sempre com o melhor.

De alguém que tem aprendido a aceitar os "sins" os "nãos" e os "espera".

Pr. Marcos Amazonas dos Santos

terça-feira, 17 de maio de 2011

A RAIZ SUSTENTA A ÁRVORE


Romanos 11 (16-24)

16 E, se as primícias são santas, também a massa o é; se a raiz é santa, também os ramos o são.

17 E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado em lugar deles, e feito participante da raiz e da seiva da oliveira,

18 Não te glories contra os ramos; e, se contra eles te gloriares, não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti.

19 Dirás, pois: Os ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado.

20 Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados, e tu estás em pé pela fé. Então não te ensoberbeças, mas teme.

21 Porque, se Deus não poupou os ramos naturais, teme que não te poupe a ti também.

22 Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também tu serás cortado.

23 E também eles, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; porque poderoso é Deus para os tornar a enxertar.

24 Porque, se tu foste cortado do natural zambujeiro e, contra a natureza, enxertado na boa oliveira, quanto mais esses, que são naturais, serão enxertados na sua própria oliveira!

Viver pra mim é Cristo



Pe. Fábio de Melo

Senhor, preciso Te dizer que é impossível me esquecer
Que não estou só nesta batalha entre o bem e o mal
A cada nova experiência, eu Te glorifico mais
Te ter é a maior diferença em mim

Se os bons combates eu não combater
Minha coroa não conquistarei
Se minha carreira eu não completar
De que vale a minha fé tanto guardar

Se perseguido aqui eu não for
Sinceramente um cristão não sou
A Tua glória quero conhecer
Ver a experiência de sobreviver...

Viver pra mim é Cristo, morrer pra mim é ganho
Não há outra questão, quando se é cristão
Não se para de lutar

Triunfarei sobre o mal, conquistarei troféus
Não há outra questão, quando se é cristão
Não se para de lutar... até chegar ao céu

Se calarem o som da minha voz
Em silêncio estarei a orar
Se numa prisão me colocar
Eu vou Te adorar

Se minha família me trair
Eu vou sonhar com Deus
Viver seus planos isso é parte
De uma carreira de cristãos

A (in)tolerância


As flores toleram as abelhas, mesmo se estas lhes tiram o néctar, mesmo se, por vezes, por acidente, uma pétala se machuca.
A natureza tolera os ventos que arrastam folhas e quebram os galhos, tolera as torrentes e correntes que não perguntam o que carregam na sua passagem. 
A própria lua tolera as mudanças e acolhe serenamente cada fase com dignidade.
Só nós, humanos e racionais, somos assim intolerantes com a vida, com o próximo, com o que nos acontece, com o que deixa de nos acontecer, com as diferenças e os diferentes que mal suportamos.
Damos de nós e queremos ficar inteiros; recebemos e queremos continuar os mesmos, abastados do nosso eu, sem as máculas dos pecados que nos deixariam iguais a todo mundo.
Queremos amar o que nos é próximo, pois que nos disseram "ama a teu próximo" sendo que esse outro deve ser uma correspondência daquilo que somos. O que é diferente nos decepciona e nos faz sofrer.
 Por isso cobramos tanto dos outros e permitimos que essa negra nuvem encha nossa alma de tristeza ao depararmos com ações e reações diferentes das que esperamos.
Mas não é amar tolerar que o outro seja outro e aceitar com resignação e alegria até que, mesmo nos possíveis deslizes, esse encha nossa vida de  novos ares e novas flores?!
A tolerância é uma incontestável prova de amor e de humildade; é o eu que se inclina para se reerguer mais rico, mais pleno, mais aberto, mais solto e mais livre.
Mais livre!!! E por isso mesmo mais feliz!
Ser flexível na vida não é se curvar. É simplesmente abrir-se como abrem-se nossas janelas para que o sol entre e ilumine nosso recinto. É um ceder que nos enobrece, pois nos permite degustar da vida nos seus mínimos detalhes.
 
Letícia Thompson

segunda-feira, 16 de maio de 2011

ISRAEL E A SALVAÇÃO DOS PAGÃOS


Romanos 11 (11-15)
11 Digo, pois: Porventura tropeçaram, para que caíssem? De modo nenhum, mas pela sua queda veio a salvação aos gentios, para os incitar à emulação.

12 E se a sua queda é a riqueza do mundo, e a sua diminuição a riqueza dos gentios, quanto mais a sua plenitude!

13 Porque convosco falo, gentios, que, enquanto for apóstolo dos gentios, exalto o meu ministério;

14 Para ver se de alguma maneira posso incitar à emulação os da minha carne e salvar alguns deles.

15 Porque, se a sua rejeição é a reconciliação do mundo, qual será a sua admissão, senão a vida dentre os mortos?

O riacho e a mente


Um dia, Buda ia passando por uma floresta, era um dia quente de verão e ele estava sentindo muita sede. Disse então ao seu discípulo:
-Volta para trás. Nós passamos por um pequeno riacho apenas cinco ou seis quilômetros. Traz-me um pouco de água - leva a minha tigela. Estou sentindo-me cansado e com muita sede.
Ele já estava velho. O discípulo voltou para trás, mas quando lá chegou, tinham acabado de passar alguns carros de bois pelo riacho, enchendo-o de lama. As folhas secas, que tinham assentado no fundo, estavam agora boiando na superfície; já não era possível beber esta água - estava muito suja. Regressou de mãos vazias e explicou:
- Mestre, vai ter que esperar um pouco. Eu vou à frente. Disseram-me que uns três ou quatro quilômetros mais à frente há um grande rio. Vou lá buscar a água.
Mas Buda insistiu e pediu:
- Volta para trás e traz a água daquele riacho.
O discípulo não conseguia perceber a insistência, mas, se o mestre dizia, ele tinha que obedecer. Mesmo vendo o absurdo daquilo - tinha que voltar outra vez a andar cinco ou seis quilômetros, sabendo que a água não prestava para beber -, ele foi. E quando já ia se afastando, Buda disse-lhe:
- E não voltes para trás se a água ainda estiver suja, tu senta-te simplesmente quieto na margem. Não faças nada, não entres no riacho. Senta-te quieto na margem e observas. Mais cedo ou mais tarde a água vai ficar limpa outra vez e então podes encher a tigela e regressar.
O discípulo lá foi. Buda tinha razão: a água estava quase limpa, as folhas tinham-se ido embora, a poeira tinha assentado. Mas ainda não estava absolutamente limpa, por isso ele sentou-se na margem e ficou observando o riacho a correr, pouco e pouco, o riacho tornou-se cristalino.
Então o discípulo regressou a dançar. Ele tinha compreendido porque é que Buda estava insistindo tanto. Havia nisto uma determinada mensagem, e ele tinha compreendido a mensagem. Deu a água a Buda, agradeceu-lhe e tocou-lhe nos pés.
Buda perguntou:
- O que é que estás a fazer? Eu é que te devo agradecer por me teres trazido a água.
Agora consigo compreender - disse o discípulo - primeiro, eu fiquei zangado; não demonstrei, mas estava zangado porque era absurdo voltar para trás. Mas agora entendo a mensagem. Era disto que eu precisava realmente neste momento. O mesmo acontece com a minha mente - ao sentar-me na margem daquele riacho, fiquei ciente de que o mesmo se passa com a minha mente. Se eu saltar para dentro do riacho, vou deixá-lo sujo outra vez. Se eu saltar para dentro da minha mente, cria-se barulho, mais problemas começam a vir de cima, para a superfície. Ao sentar-me na margem, eu aprendi a técnica. Agora vou sentar-me também ao lado da minha mente, a vê-la com toda a sujidade e problemas e folhas velhas e mágoas e feridas, memórias, desejos. Se me preocupar, vou ficar sentado na margem à espera do momento em que tudo fique limpo.
AUTOR DESCONHECIDO

domingo, 15 de maio de 2011

DEUS NÃO REJEITOU ISRAEL


Romanos 11 (1-10)

1 Digo, pois: Porventura rejeitou Deus o seu povo? De modo nenhum; porque também eu sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim.

2 Deus não rejeitou o seu povo, que antes conheceu. Ou não sabeis o que a Escritura diz de Elias, como fala a Deus contra Israel, dizendo:

3 Senhor, mataram os teus profetas, e derribaram os teus altares; e só eu fiquei, e buscam a minha alma?

4 Mas que lhe diz a resposta divina? Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos a Baal.

5 Assim, pois, também agora neste tempo ficou um remanescente, segundo a eleição da graça.

6 Mas se é por graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a graça já não é graça. Se, porém, é pelas obras, já não é mais graça; de outra maneira a obra já não é obra.

7 Pois quê? O que Israel buscava não o alcançou; mas os eleitos o alcançaram, e os outros foram endurecidos.

8 Como está escrito: Deus lhes deu espírito de profundo sono, olhos para não verem, e ouvidos para não ouvirem, até ao dia de hoje.

9 E Davi diz: Torne-se-lhes a sua mesa em laço, e em armadilha, E em tropeço, por sua retribuição;

10 Escureçam-se-lhes os olhos para não verem, E encurvem-se-lhes continuamente as costas.

Cada tempo tem o seu tempo


Não tenho o poder de tirar a sua dor, e acredito que ninguém o tem.

Nem mesmo Deus, pode interferir no nosso arbítrio, se é tempo de chorar, chore, se é tempo de geme, gema, se é tempo de recordar, recorde, se é tempo de saudade profunda, sinta-a.

Mas, não se demore além do tempo necessário.
Tempo que o próprio tempo vem dizer-lhe.
Este sim, poderoso consolador, vem abrandar, jamais apagar, a marca da dor, usando a alquimia das horas, a magia simples do amor.

Por isso,não te peço que esqueça o ente querido, ou o amigo inesquecível que morreu.

Não te peço que arrume outro amor hoje, para esquecer este que tanto marcou e partiu.

Nem sou louco para te pedir que perdoe imediatamente, quem tanto mal te fez.

Nem eu, nem Deus, que tudo espera.

Senhor do tempo, Senhor do Amor, envia refrigérios para a alma aflita, na forma de uma música bonita, uma mensagem bem escrita, uma poesia, ainda que sem rima, que toca no coração, pega a sua mão e diz:
-Vem, é tempo de renascer.

Se a lágrima que ainda rola no seu rosto, queima a face, é tempo de refletir.

Talvez seja a hora de recomeçar o caminho, seguir pela estrada que ainda reclama passos, ir adiante, além da dor e do grito, rumo ao seu futuro, rumo ao infinito.

Deus te ama profundamente.
AUTOR DESCONHECIDO

O Peixe Maior que a Frigideira -


Certa vez um homem estava pescando. Um turista aproximou-se e ficou a observá-lo. Cada vez que apanhava o peixe, o pescador media o peixe com uma régua.

Os peixes pequenos ele colocava num balde; os que eram maiores que 25 centímetros atirava-os na água. Estranho, não!

Em dado momento, o turista não se conteve mais e perguntou: - Ei! Por que você não inverte e guarda os peixes maiores?

O pescador voltou-se e disse:
- Bem, é que a minha frigideira é pequena e não comportaria os maiores.

Quantas vezes grandiosas oportunidades e bênçãos grandiosas diante de nós, e simplesmente nós as recusamos porque achamos que é muita areia para o nosso caminhãozinho. Quando a esmola demais o santo desconfia. E aí a oportunidade vai embora..

Não se contente com algo pequeno porque vc até aquele momento foi tudo o que você pode conseguir, ou porque todos do seu convívio pensam dessa maneira!

Dá pra ir mais adiante! Depende só de você. A vida oferece oportunidades! Vai de cada um, ou se limitar a medir a pescar com a régua ou a sorrir pra foto com um grande peixe na mão!!
AUTOR DESCONHECIDO

sábado, 14 de maio de 2011

ISRAEL NÃO ACOLHEU O EVANGELHO


ROMANOS 10 (14-21)
14 Como, pois, invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram? e como ouvirão, se não há quem pregue?

15 E como pregarão, se não forem enviados? como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam o evangelho de paz; dos que trazem alegres novas de boas coisas.

16 Mas nem todos têm obedecido ao evangelho; pois Isaías diz: Senhor, quem creu na nossa pregação?

17 De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus.

18 Mas digo: Porventura não ouviram? Sim, por certo, pois Por toda a terra saiu a voz deles, E as suas palavras até aos confins do mundo.

19 Mas digo: Porventura Israel não o soube? Primeiramente diz Moisés: Eu vos porei em ciúmes com aqueles que não são povo, Com gente insensata vos provocarei à ira.

2O E Isaías ousadamente diz: Fui achado pelos que não me buscavam, Fui manifestado aos que por mim não perguntavam.

21 Mas para Israel diz: Todo o dia estendi as minhas mãos a um povo rebelde e contradizente.

sexta-feira, 13 de maio de 2011

EVANGELHO É ACESSÍVEL A TODOS


Romanos 10 (5-13)
5 Ora Moisés descreve a justiça que é pela lei, dizendo: O homem que fizer estas coisas viverá por elas.

6 Mas a justiça que é pela fé diz assim: Não digas em teu coração: Quem subirá ao céu? (isto é, a trazer do alto a Cristo.)

7 Ou: Quem descerá ao abismo? (isto é, a tornar a trazer dentre os mortos a Cristo.)

8 Mas que diz? A palavra está junto de ti, na tua boca e no teu coração; esta é a palavra da fé, que pregamos,

9 A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.

10 Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.

11 Porque a Escritura diz: Todo aquele que nele crer não será confundido.

12 Porquanto não há diferença entre judeu e grego; porque um mesmo é o Senhor de todos, rico para com todos os que o invocam.

13 Porque todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.

Descendo a lenha


Todos os dias, pontualmente ao romper da aurora, aquele homem seguia o seu trajeto de casa para o seu trabalho... Sempre alegre, simpático e irradiando humildade, cumprimentava e contagiava a todos que por ele passavam... Era um homem honesto, íntegro e de bem com a vida, e por isso, era admirado por todos daquele lugar. Sua profissão era lenhador, e nos fins de tarde, no arrebol do dia, voltava ele para casa, sempre com um feixe de lenhas em um de seus ombros, e com o seu fiel machado no outro...

Seu vizinho não se cansava de elogiá-lo, e todas as vezes em que o via passar em direção à mata, chamava sua mulher e apontando para o mesmo, dizia:

- Lá vai um homem digno, pontual e cumpridor das suas obrigações. Um exemplo de responsabilidade e de bom caráter. Um verdadeiro pai e chefe de família...

Todas as vezes em que ele voltava da lida, era a mesma coisa, seu vizinho tecia comentários louváveis para sua esposa, a respeito da disponibilidade de coragem e de determinação daquele exímio cortador de madeiras...

E a vida continuaria assim, cotidiana e rotineiramente, se não fosse por uma cruel desconfiança: o vizinho do lenhador resolveu faxinar o seu porão e descobriu que o seu machado (que era uma relíquia de família) havia sumido. Então ele presum elogiou iu que o tal lenhador havia lhe roubado.

No dia seguinte, ao amanhecer, quando o lenhador passou sorridente para o seu trabalho, aquele suspeitoso homem chamou sua mulher e apontando-o, disse:

- Lá vai um homem enganador, ladrão e hipócrita...

Sua companheira não entendeu nada, e quis saber o motivo pela qual ele havia mudado o seu discurso a respeito daquele homem. Ele então revelou o porquê da sua desconfiança e conseqüentemente, da sua grande decepção. Porém, a sua decepção foi ainda muito maior, e foi contra si mesmo, pois sua mulher lhe contou que o seu machado não havia sumido, ela apenas o havia mudado de lugar...

E no fim da tarde daquele mesmo dia, chamou de novo sua esposa e mostrando com o dedo o lenhador que passava, o elogiou bastante e então voltou a olhá-lo da maneira como ele realmente era...

"De uma só boca procede bênção e maldição. Meus irmãos, não é conveniente que estas cousas sejam assim. Acaso pode a fonte jorrar do mesmo lugar o que é doce e o que é amargoso?" (Tiago 3:10,11)
AUTOR DESCONHECIDO