segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Avance Sempre

Na vida as coisas, às vezes, andam muito devagar.
Mas é importante não parar.
Mesmo um pequeno avanço na direção certa já é um progresso.
Se você não conseguir fazer uma coisa grandiosa hoje, faça alguma coisa pequena.
Continue andando e fazendo.
O que parecia fora de alcance esta manhã vai parecer um pouco mais próximo amanhã ao anoitecer se você continuar movendo-se.
A cada momento intenso e apaixonado que você dedica a seu objetivo, um pouquinho mais você se aproxima dele.
Se você pára completamente é muito mais difícil começar tudo de novo.
Não desperdice a base que você já construiu.
Existe alguma coisa que você pode fazer agora mesmo, hoje, neste exato instante.
Pode não ser muito, mas vai mantê-lo no jogo.
Vá rápido quando puder.
Vá devagar quando for obrigado.
Mas, seja lá o que for, continue.
O importante é não parar!

domingo, 19 de outubro de 2014

Acreditar

Você precisa ter sonhos,  para que possa se levantar todas as vezes que cair.

Acreditar, que a toda hora, acontecerá coisas boas e mudará o rumo da sua vida.

Você precisa ter sonhos grandes e pequenos, os pequenos, são as felicidades mais rápidas, os grandes, lhe darão força para suportar o fracasso dos sonhos pequenos.

Você tem que regar os teus sonhos todos os dias, assim como se rega uma planta, para que cresça ...

Você precisa dizer sempre, a você mesmo: vou conseguir! vou superar! vou chegar no meu sonho!

Fazendo isso, você estará cultivando sua luz, a luz de sempre ter esperanças, que nunca poderá se apagar, pois ela é a imagem que você pode passar para as outras pessoas, e é através dessa luz que todos vão lhe admirar, acreditar em você e te seguir.

Mire na Lua, pois se você não puder atingi-la, com certeza irá conhecer grandes estrelas... ou, poder ser uma delas.

sábado, 18 de outubro de 2014

Posso ao menos sorrir…

Santa Teresa diz que é preciso alimentar o amor.

A lenha não se encontra ao nosso alcance quando estamos nas trevas, na aridez, mas não estaremos obrigados a lançar ao menos umas palhinhas?

Jesus é suficientemente poderoso para conservar sozinho o fogo, todavia fica contente por nos ver alimentá-lo, é uma delicadeza que lhe agrada e então lança ele no fogo muita lenha.

Nós não o vemos, mas sentimos a força e o calor do amor. Tenho feito a experiência.

Quando não sinto nada, quando não sou capaz de rezar, de praticar a virtude, é esse o momento de procurar pequenas ocasiões, pequenos nada que dão mais prazer a Jesus que o império do mundo, mais do que o martírio sofrido heroicamente.

Por exemplo, um sorriso, uma palavra amável quando teria vontade de não dizer nada ou de mostrar um ar aborrecido…"

O texto está mais do que claro: Quando achamos que não temos nada a oferecer, quando achamos que nossas forças estão enfraquecidas, quando entendemos que nossa oração é vazia e fraca, aí Jesus se rejubila.

É aí que Ele se manifesta em nós, dando-nos a força que pensávamos ter sido extinguida.

Façamos um breve exercício de reflexão, e veremos quanto Jesus se faz presente nesses momentos.

Não nos esqueçamos da promessa de Jesus "Eis que estarei convosco até o fim dos tempos!" 

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Guerreiro deve superar a rejeição

Para o guerreiro, não existe amor impossível. Ele não se deixa intimidar pelo Silêncio, pela indiferença ou pela rejeição.

Sabe que atrás da mascara de gelo que algumas pessoas usam existe uma criança que pede e precisa de amor.

Por isso, o guerreiro arrisca mais que os outros; sabe que só tem coragem de  lutar  pelos seus sonhos quem respeita seu coração.

Ele busca incessantemente o amor de alguém- mesmo que isto signifique escutar muitas vezes a palavra “não” voltar para casa com o  saber  de derrota nos lábios, sentir-se rejeitado em corpo alma.

Um guerreiro não se deixa assustar quando busca o que precisa. O que lhe traz alegria na vida é sua disposição para o combate.

Paulo Coelho

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Você gosta?

 Você gosta do meu vestido? ela perguntou à uma estranha que passava.
- Minha mãe fez para mim. Ela disse com uma lágrima nos olhos.
- Bem, eu acho que é muito bonito, mas me conta, por que você está chorando?
Com um ligeiro tremor na voz a menina respondeu.
- Depois que mamãe me fez este vestido, ela teve que ir embora.
- Bem, disse a senhora, agora você deve ficar esperando por ela, estou certa que ela voltará em breve.

- Não madame, você não entendeu, disse a criança, meu pai disse que ela agora está lá em cima, no céu, com meu avô.
Finalmente a mulher percebeu o que a criança quis dizer e por que ela estava chorando. Ajoelhando-se suavemente embalou a criança nos braços e a acariciava enquanto juntas choravam.

Então, de repente, a menina fez algo que a mulher achou muito estranho. Ela parou de chorar e começou a cantar.
Ela cantava tão suavemente que era quase um sussurro.
Era o mais doce som que a mulher já tinha ouvido, quase como uma canção de um pássaro. Quando a criança parou de cantar, explicou à senhora, - Minha mãe cantou esta canção para mim antes de ir-se embora, e ela me fez prometer sempre cantar quando começasse a chorar, que isso me faria parar.

Veja, ela exclamado, cantei e agora meus olhos estão secos!
Quando a mulher virou-se para ir embora, a pequena menina agarrou sua roupa, - Senhora, você pode ficar apenas mais um minuto?
Eu quero mostrar-lhe algo. - Claro que sim.
Ela respondeu, o que você quer que eu veja?
Apontando a uma mancha no vestido, ela disse,
- Aqui está a marca de onde minha mãe beijou meu vestido,
e aqui, disse apontando outra mancha, é outro beijo, e aqui, e aqui, a mamãe disse que colocou todos esses beijos em meu vestido de modo que eu sempre tenha seus beijos se algo me fizer chorar.

Então a senhora percebeu que não estava apenas olhando para um vestido. Não, ela estava olhando para uma mãe que sabia que ia partir e que não estaria presente para beijar as lesões que a filha viesse a ter. Assim ela pegou todo o amor que tinha por aquela pequena menina bonita e os colocou no vestido, vestido que agora a criança usava tão orgulhosamente.

Ela já não via apenas uma pequena menina dentro de um simples vestido, ela via uma criança embrulhada no amor de sua mãe.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Na Hora do Silêncio

Quando te encontrares em qualquer dificuldade emocional, recorda o  silêncio como instrumento divino de construção e paz. Confuso, ele te ajudará a encontrar soluções adequadas.

Indeciso, ele te ajudará a fortalecer a idéia de maior equilíbrio. Desacreditado, ele te ajudará a reconhecer que o mais importante  é acreditares em ti mesmo. Perseguido, ele te ajudará a compreender  os perseguidores.

Injuriado, ele te ajudará a continuar apesar dos espinhos.
Vencido, ele te ajudará no refazimento de tuas forças.
Revoltado, ele te ajudará a entender o valor da resignação no processo de  auto-aperfeiçoamento. Ressentido, ele te ajudará a lutar contra o melindre.

Injustiçado, ele te ajudará a perceber que o perdão rompe a cadeia do mal. Incompreendido, ele te ajudará a sustentar a paciência.

Toda vez que te sentires em dificuldades emocionais, pensa um pouco mais antes de  qualquer atitude impetuosa e recorda que, diante de Pilatos, o silêncio de Jesus  representou, para sempre, a vitória do bem imperecível sobre a incompreensão  transitória.
  

Autor: André Luiz

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Trocas

Há pessoas que não sabem o que é o sorriso. E por isso o trocam por uma lágrima. Não sabem o que é um canto. E o trocam por um grito de agonia. Não sabem o que é uma amizade. E a trocam pela antipatia.

Não sabem o que é o amor. E o trocam por um grande ódio. Não sabem o que é a paz. E a trocam pela intriga. Não sabem o que é a verdade. E a trocam por um mundo corrido de mentiras.

Não sabem o que é uma flor, uma árvore, uma paisagem. E trocam-nas por uma poluição desenfreada não sabem o que é o diálogo. E se trancam dentro de si mesmas. Não sabem o que é união. E vivem isoladas. Não sabem quem é Deus.

E o trocam por superstições vazias. Não sabem o que é vida. E vivem trocando-a pela morte. Todas estas trocas são feitas  porque o mais cômodo tem caminhos mais fáceis. Mas a verdade é uma só: lutar, perseverar, servir, servir .

As trocas pelo mais cômodo, pelo mais fácil, não levam a lugar nenhum. Pelo contrário: atrapalham, esvaziam, machucam, destroem.

Reflexão Fortalece o teu espírito, para que não te destruam desgraças inesperadas.

Mas não inventes falsos infortúnios...   

Tenha Deus...

Tenha Deus como seu Amigo...
E para onde você for, vá com Ele...

E quando você quiser escutar uma palavra de conselho, dê preferência à dele...

E quando você estiver vacilando, consulte-o...

E quando você estiver alegre, peça-lhe para prolongar sua alegria...

E quando você se sentir feliz e vencedor, divida com ele sua vitória e sua felicidade.

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Corrida de Bicicleta

A vida é como uma grande corrida de bicicleta, cuja meta é cumprir a lenda pessoal. Na largada, estamos juntos compartilhando camaradagem e entusiasmo. Mas, a medida que a corrida se desenvolve, a alegria inicial cede lugar aos verdadeiros desafios: o cansaço, a monotonia, as dúvidas sobre a própria capacidade.

Reparamos que alguns amigos desistiram do desafio - ainda estão correndo, mas apenas por que não podem parar no meio de uma estrada; eles são numerosos, pedalam ao lado do carro de apoio, conversam entre si, e cumprem uma obrigação.

Terminamos por nos distanciar deles; e então somos obrigados a enfrentar a solidão, as surpresas com as curvas desconhecidas, os problemas com a bicicleta. E, ao cabo de algum tempo, começamos a nos perguntar se vale a pena tanto esforço.

Sim, vale a pena. É só não desistir.

domingo, 12 de outubro de 2014

Caminhos da vida

Quando cortas uma flor para ti, começas a perdê-la... Porque murchará em tuas mãos e não se fará semente para outras primaveras. Quando aprisionas um passarinho para ti, começas a perdê-lo... Porque não mais cantará no bosque para ti nem criará outros passarinhos em seu ninho.

Quando guardas teu dinheiro começas a perdê-lo... porque o dinheiro não vale por si, mas pelo o que com ele se pode fazer. Quando não arriscas tua liberdade para tê-la, começas a perdê-la... Porque a liberdade que tens se comprova quando te atiras optando e decidindo.

Quando não deixas partir o teu filho para a vida, começas a perdê-lo... Porque nunca o verás voltar para ti livre e maduro. Lembre-se sempre.

Não existe preço para a Liberdade , mas uma belíssima recompensa para quem a utiliza com despreendimento de alma ... Ter para sempre, junto à si a Fidelidade daqueles que livres dos grilhões , se comprazem em serem seus eternos admiradores !

Quem Ama ... Liberta com a certeza da volta espontânea ao aconchego ! Aprende no caminho da vida  a paradoxal lição da experiência:

SEMPRE GANHAS O QUE DEIXAS E PERDES O QUE RETÉNS...