terça-feira, 5 de maio de 2015

Onde Você Vê…

Onde você vê um obstáculo, alguém vê o término da viagem E o outro vê uma chance de crescer. Onde você vê um motivo pra se irritar, Alguém vê a tragédia total E o outro vê uma prova para sua paciência.

Onde você vê a morte, Alguém vê o fim.E o outro vê o começo de uma nova etapa…

Onde você vê a fortuna, Alguém vê a riqueza material E o outro pode encontrar por trás de tudo, a dor e a miséria total. Onde você vê a teimosia, Alguém vê a ignorância, Um outro compreende as limitações do companheiro, percebendo que cada qual caminha em seu próprio passo.

E que é inútil querer apressar o passo do outro, a não ser que ele deseje isso. Cada qual vê o que quer, pode ou consegue enxergar.

“Porque eu sou do tamanho do que vejo.
E não do tamanho da minha altura.”

Fernando Pessoa)

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Coisas da vida

Já escondi um amor com medo de perdê - lo, Já perdi um amor por escondê-lo... Já segurei nas mãos de alguémpor estar com medo, Já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos. Já expulsei pessoas que amava de minha vida,  Já me arrependi por isso...

Já passei noites chorando até pegar no sono,  Já fui dormir tão feliz, Ao ponto de nem conseguir fechar os olhos...Já acreditei em amores perfeitos, Já descobri que eles não existem... Já amei pessoas que me decepcionaram, Já decepcionei pessoas que me amaram... Já passei horas na frente do espelho, tentando descobrir quem sou,
Já tive tanta certeza de mim,

Ao ponto de querer sumir... Já menti e me arrependi depois,
Já falei a verdade E também me arrependi... Já fingi não dar importância a pessoas que amava, Para mais tarde chorar quieto em meu canto... Já sorri chorando lágrimas de tristeza, Já chorei de tanto rir... Já acreditei em pessoas que não valiam a pena,

Já deixei de acreditar nas que realmente valiam... Já tive crises de riso quando não podia... Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, Outras vezes falei o que não pensava para magoar outros... Já fingi ser o que não sou para agradar uns, Já fingi ser o que não sou para desagradar outros... Já senti muita falta de alguém,

Mas nunca lhe disse... Já gritei quando deveria calar, Já calei quando deveria gritar... Já senti muita falta de alguém, Mas nunca lhe disse... Já gritei quando deveria calar, Já calei quando deveria gritar... Já contei piadas e mais piadas sem graça, Apenas para ver um amigo mais feliz...
Já inventei histórias de final feliz Para dar esperança a quem precisava... Já sonhei demais, Ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro,

Hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali"... Já caí inúmeras vezes Achando que não iria me reerguer, Já me reergui inúmeras vezes  Achando que não cairia mais...
Já liguei para quem não queria Apenas para não ligar para quem realmente queria... Já corri atrás de um carro, Por ele levar alguém que eu amava embora. Já chamei pela mãe no meio da noite Fugindo de um pesadelo, Mas ela não apareceu E foi um pesadelo maior ainda...

Já chamei pessoas próximas de "amigo" E descobri que não eram; Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada
E sempre foram e serão especiais para mim... Não me dêem formulas certas, Porque eu não espero acertar sempre...

Não me mostre o que esperam de mim, Porque vou seguir meu coração!... Não me façam ser o que eu não sou, Não me convidem a ser igual, Porque sinceramente sou diferente!...
Não sei amar pela metade, Não sei viver de mentiras, Não sei voar com os pés no chão...  Sou sempre eu mesma, Mas com certeza não serei a mesma para sempre...

Com o tempo aprendi que o que importa não é o que você tem na vida,  mas QUEM você tem na vida...E que bons amigos são a família que nos  permitiram escolher....Gosto de cada um de vocês de um jeito especial e  único...

domingo, 3 de maio de 2015

Perceba a vida

Perceba que mais um dia começou e, que bom, ele é todo seu. Perceba que você tem o tempo em suas mãos e, mesmo quando atolado em problemas, a vida espera que você tome as decisões para seguir em frente.

Perceba que se você ficar deitado, com medo da vida, com medo até do ar que respira, tudo ao seu redor vai parar. Perceba que você é o capitão de um navio cuja rota e destino dependem de suas atitudes. Perceba que culpar a situação, a crise e as pessoas é a nossa primeira reação de defesa quando sentimos que perdemos o comando do nosso navio, e que para retomar o timão é preciso coragem para assumir as próprias fraquezas, é preciso determinação para seguir na direção certa, determinada por você.

Perceba que a vida o presenteou com inúmeros recursos, como a inteligência e a capacidade de comunicação. Se você usufrui destes recursos, já tem tudo isso e ainda sabe que é um ser privilegiado, então não falta nada, só falta rumo e determinação.

Perceba que todas as pessoas possuem qualidades e defeitos. Sem respeitar o ser humano que luta ao seu lado por dias melhores, o seu navio encalha e atrapalha os outros que estão chegando.

Perceba que a felicidade talvez já não seja mais um porto distante, mas um ponto no horizonte.

sábado, 2 de maio de 2015

Tenha a leveza dos pássaros

Apesar de todas as indiferenças, não guarde rancor e continue amando o seu próximo como a si mesmo.
Apesar das inquietações que a vida provoca sempre há a necessidade de manter a calma para resolver tudo o que for necessário.
Quando conhecemos novos lugares, fazemos novas amizades a alma se renova, parece que aquela tristeza incessante que está dentro de nós se dissipa por algumas horas.
Se for possível ficar por alguns minutos sozinho terá a oportunidade de resolver muitos problemas que muitas vezes são provocados por você mesmo.
Faça uma caminhada e admire a natureza. Isso nos faz bem porque nos divertimos um pouco mais, paramos de pensar somente em trabalho ou em outros problemas que nos angustiam.
Traga um pouco mais de amor à sua vida… Especialistas dizem que o abraço é um ato que não gasta energia e ajuda a nos aproximar de quem amamos e admiramos.
E quando te oferecerem todos os espinhos da rosa receba-as sem queixumes. E retribua sua parte oferecendo a rosa sem os espinhos.
Tenha a leveza dos pássaros… Colocando em sua alma, a beleza, a pureza e a liberdade.
Traga para o seu coração a alegria de viver e a infinita paz de espírito.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Grandes significados



Solidão é uma ilha com saudade de barco.
Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue.
Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta um capítulo.
Autorização é quando a coisa é tão importante que só dizer “eu deixo” é pouco.
Pouco é menos da metade.
Muito é quando os dedos da mão não são suficientes.
Desespero são dez milhões de fogareiros acesos dentro de sua cabeça.
Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego.
Agonia é quando o maestro de você se perde completamente.
Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento.
Indecisão é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa.
Certeza é quando a ideia cansa de procurar e pára.
Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido.
Pressentimento é quando passa em você o trailer de um filme que pode ser que nem exista.
Renúncia é um não que não queria ser ele.
Sucesso é quando você faz o que sempre fez só que todo mundo percebe.
Vaidade é um espelho onisciente, onipotente e onipresente.
Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora.
Orgulho é uma guarita entre você e o da frente.
Ansiedade é quando sempre faltam 5 minutos para o que quer que seja.
Indiferença é quando os minutos não se interessam por nada em especial.
Interesse é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento.
Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado.
Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes.
Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração.
Alegria é um bloco de Carnaval que não liga se não é Fevereiro…
Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma.
Amizade é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros.
Decepção é quando você risca em algo ou em alguém um xis preto ou vermelho.
Desilusão é quando anoitece em você contra a vontade do dia.
Culpa é quando você cisma que podia ter feito diferente, mas, geralmente, não podia.
Perdão é quando o Natal acontece em outra ápoca do ano.
Desculpa é uma frase que pretende ser um beijo.
Excitação é quando os beijos estão desatinados pra sair de sua boca depressa.
Desatino é um desataque de prudência.
Prudência é um buraco de fechadura na porta do tempo.
Lucidez é um acesso de loucura ao contrário.
Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo
e assume o mandato.
Emoção é um tango que ainda não foi feito.
Ainda é quando a vontade está no meio do caminho.
Vontade é um desejo que cisma que você é a casa dele.
Desejo é uma boca com sede.
Paixão é quando apesar da palavra “perigo” o desejo chega e entra.
Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado. Não.
Amor é um exagero… também não. É um “desadoro”… Uma batelada?
Um exame, um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero,
um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego?
Talvez porque não tivesse sentido, talvez porque não houvesse explicação, esse negócio de amor não sei explicar…

 

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Vida Efêmera

 Se pudéssemos ter consciência do quanto nossa vida é efêmera, talvez pensássemos duas vezes antes de jogar fora as oportunidades que temos de ser e de fazer os outros felizes. Muitas flores são colhidas cedo demais. Algumas, mesmo ainda em botão.

Há sementes que nunca brotam e há aquelas flores que vivem a vida inteira até que, pétala por pétala, tranqüilas, vividas, se entregam ao vento. Mas a gente não sabe adivinhar. A gente não sabe por quanto tempo estará enfeitando esse Éden e tampouco aquelas flores que foram plantadas ao nosso redor.

E descuidamos. Cuidamos pouco. De nós, dos outros. Nos entristecemos por coisas pequenas e perdemos minutos e horas preciosos. Perdemos dias, às vezes anos. Nos calamos quando deveríamos falar; falamos demais quando deveríamos ficar em silêncio.

Não damos o abraço que tanto nossa alma pede porque algo em nós impede essa aproximação. Não damos um beijo carinhoso "porque não estamos acostumados com isso" e nãodizemos que gostamos porque achamos que o outro sabe automaticamente o que sentimos. E passa a noite e chega o dia, o sol nasce e adormece e continuamos os mesmos, fechados em nós. Reclamamos do que não temos, ou achamos que não temos suficiente.

Cobramos. Dos outros. Da vida. De nós mesmos. Nos consumimos. Costumamos comparar nossas vidas com as daqueles que possuem mais que a gente. E se experimentássemos comparar com aqueles que possuem menos? Isso faria uma grande diferença. E o tempo passa... Passamos pela vida, não vivemos. Sobrevivemos, porque não sabemos fazer outra coisa.

Até que, inesperadamente, acordamos e olhamos pra trás. E então nos perguntamos: E agora? Agora, hoje, ainda é tempo de reconstruir alguma coisa, de dar o abraço amigo, de dizer uma palavra carinhosa, de agradecer pelo que temos.   Nunca se é velho demais ou jovem demais para amar, dizer uma palavra gentil ou fazer um gesto carinhoso.

Não olhe para trás. O que passou, passou. O que perdemos, perdemos.  Olhe para frente! Ainda é tempo de apreciar as flores que estão inteiras ao nosso redor. Ainda é tempo de voltar-se para Deus e agradecer pela vida, que mesmo efêmera, ainda está em nós. 

Pense!... Não o perca mais!...

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Um Dia

Um dia você vai ver que não valeu a pena tanta correria, para ganhar dinheiro e não usufruir. Vai ver que o tempo passou e o cansaço tomou conta de seu corpo. Vai ver que, mesmo rodeado de muita gente, você se sente só.

Um dia você vai se recolher ao seu quarto e ter vontade de abraçar o travesseiro, porque não sobrou ninguém pra abraçar. Vai ver que, entrando numa roda viva, você não é mais dono do tempo que dizem que é seu e que não pode cedê-lo a qualquer um. 

Vai ver que o carro já está se tornando um problema, e não um conforto. O telefone é chato, a gravata incomoda... Por mais que tente se livrar de tudo, é um escravo, e ainda assim invejado por muitos. Vai ver que não valeu a pena os anos sem férias, sem descanso. Vai ver que não tem mais ilusões, e a esperança anda com vontade de dormir. Um dia você vai ver que passou pela vida sem viver. 

Freqüentou o mundo sem saber porquê. Rodou, rodou, e não saiu do lugar. Pensou que foi, mas ficou. Teve tudo e não sentiu nada. 

Um dia você verá que o tempo escoa tão rápido como a areia fina pelos seus dedos. Vai ver que resta parar e gritar de cima de um edifício: "Chega!”. 

Vai ver que é hora de sorrir, de amar, de ser da família, de misturar-se com as crianças e dar a mão ao próximo. Antes que seja tarde demais...

terça-feira, 28 de abril de 2015

Importe-se

Pense na última vez que você conversou com alguém e que teve a impressão de que a pessoas não estavam nem um pouco interessadas em conversar com você. Sentiu-se irritado com isso? Então lembre-se de que as outras pessoas também percebem quando não estamos interessados no que elas estão dizendo.
Para atrair as pessoas, temos de nos importar com elas. Quando estamos realmente interessados em alguém, raramente temos problema em manter a conversa fluindo e nos esquecemos de nós mesmos.
 

Importar-se, significa se pôr no lugar da outra pessoa. Agora, se você não quiser fazer esse esforço, é melhor ir embora. Se você foi conversar com essa pessoa, por que não oferecer toda sua atenção a ela?


Por falar em atenção, vamos abordar um pouco a escuta: 98% das pessoas estão desesperadas para que alguém as ouça. Assim como precisamos de água e de comida, também precisamos de amigos que  realmente nos ouçam. Você não gosta quando alguém lhe dá toda atenção? Não é uma experiência especial, quando outra pessoa se põe no seu lugar para tentar ver os problemas da vida através de seus olhos? Pense nisso e retribua.


As pessoas lá fora estão ansiosas por alguém que as escute completamente. Se você quiser afetar as pessoas positivamente, tente escutá-las com 100% de atenção. Você vai se tornar especial para elas.


Mas tente escutá-las sem julgar. Converse com qualquer pessoa que esteja em um relacionamento falido e ouvirá comentários do tipo: "nós já não conversamos mais..."; "não há comunicação em nosso casamento..."; "meu pai não me ouve...". Nesses casos, temos não apenas de ouvir, mas ouvir sem julgar.


Muitas vezes, não há necessidade de o ouvinte expressar uma opinião, apenas ser capaz de compartilhar sentimentos, ser solidário com um ser humano, só isso já é suficiente.

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Avisa-me

Avisa-me quando tudo melhorar, quando suas preocupações estiverem menores, quando a sua vida estiver menos atribulada. Avisa-me quando você já tiver conseguido resolver seus problemas, quando a sua cabeça estiver mais fria, e seu coração estiver mais calmo.
Avisa-me quando você conseguir entender a falta que faz um amigo. Avisa-me quando você sentir saudades de mim,quando achar que eu não lhe atrapalharei… 

Avisa-me que eu irei até você, compreenderei que quiseste me poupar, compreenderei também que precisou que eu me afastasse, para entender toda dor, sozinho e sofrendo, para entender todo o vazio da solidão, por isso pediu-me que fosse embora…

Avisa-me que eu irei até você… Quero apenas a sua felicidade, nem que para isso, eu tenha que sufocar todos os sentimentos que tenho, nem que seja para chorar de saudade,  entenderei  sempre que só o amor verdadeiro deixa de sorrir para não fazer alguém triste…

Avisa-me, eu irei até você…

domingo, 26 de abril de 2015

Jamais permitas

“Jamais permitas que pedras interrompam tua caminhada: quando chegares ao teu destino teus pés estarão mais fortes. Jamais permitas que o desânimo te faça desistir das tuas metas: quando elas forem atingidas terás ânimo renovado.


Jamais permitas que maledicências roubem o teu equilíbrio emocional: quando a Verdade furar essas nuvens negras, tua saúde mental não terá sido abalada. Jamais permitas que discórdias te façam perder a Fé em teus amigos: quando chegar a calmaria não terás feito inimigos. 

Jamais permitas que as críticas destrutivas afetem teu desempenho: tu perceberás que elas são apenas úteis alavancas para melhorias.

Jamais permitas que estas minhas palavras se apaguem da tua memória: elas serão alívio em tuas horas de aflições. 

E jamais permitas que algo neste mundo te impeça de levar iguais palavras para outros corações. Que jamais permitas"