sexta-feira, 3 de julho de 2015

Mais um pouco...

                                        


 Quando estiveres à   o silêncio vos poupará enormes desgostos. Quando fores tentado a examinar as consciências alheias, guarda os princípios do respeito e da fraternidade mais um pouco e a benevolência vos livrará de muitas complicações.

Quando o desânimo impuser a paralisação de tuas forças na tarefa a que fostes chamado, prossegue agindo no dever que te cabe, exercitando a resistência mais um pouco e a obra realizada ser-lhe-á bênção de luz. Quando a revolta espicaçar-te o coração, usa a humildade e o entendimento mais um pouco e não sofrerás o remorso de haver ferido corações que deves proteger e amparar .

Quando a lição oferecer dificuldades à tua mente, compelindo-te à desistência do progresso individual, aplica-te ao problema ou ao ensinamento mais um pouco e a solução será clara resposta à tua expectativa. Quando a idéia de repouso sugerir o adiamento da obra que te cabe fazer, persiste com a disciplina mais um pouco e o dever bem cumprido será alegria perene.

Quando o trabalho te parecer monótono e inexpressivo, guarda fidelidade aos compromissos assumidos mais um pouco e o estímulo voltará ao teu campo de ação. Quando a enfermidade do corpo trouxer pensamentos de inatividade, procurando imobilizar-te os braços e o coração, persevera com Jesus mais um pouco e prossegue auxiliando aos outros, agindo e servindo como puderes, porque o Divino Médico jamais vos recebe as súplicas em vão.

Em qualquer dificuldade ou impedimento, não te esqueças de usar um pouco mais de paciência, amor, renúncia e boa vontade, em favor do teu próprio bem-estar. O segredo da vitória em todos os sentidos da vida, permanece na arte de fazer um pouco mais
Texto: André Luiz

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Se o homem pensasse como os animais


Se o homem pensasse como o pássaro...festejaria cada amanhecer com uma linda canção.                                                                    



Se o homem pensasse como o cavalo...ultrapassaria os obstáculos com classe, firmeza e determinação.
                                                   

  
Se o homem pensasse como o cão...faria do amor uma constante troca de carinho, lealdade e fidelidade.                                           

                                          

Se o homem pensasse como o gato...teria calma e equilíbrio em qualquer dificuldade.
                                                


Se o homem pensasse como a abelha...constataria que nada se constrói sozinho.                                                                              

                                                     

Se o homem pensasse como a formiga... veria que trabalho e sucesso trilham o mesmo caminho.
                                             


Se o homem pensasse como a baleia...veria a importância do poder da solidariedade.
                                                 

      


Se o homem tivesse a pureza e a simplicidade de ser, dos animais...a paz mundial deixaria de ser um sonho e seria uma realidade.

quarta-feira, 1 de julho de 2015

Carta de Jesus para você: da minha cruz à sua solidão




A você, que nem sempre acredita que estou ao seu lado, que me olha e não me vê, e às vezes perde a esperança em me encontrar

EU ESCREVO DA MINHA CRUZ À SUA SOLIDÃO. A VOCÊ, QUE TANTAS VEZES OLHOU PARA MIM SEM ME VER E ME OUVIU SEM ME ESCUTAR. A VOCÊ, QUE TANTAS VEZES PROMETEU ME SEGUIR DE PERTO E, SEM SABER POR QUÊ, SE DISTANCIOU DAS PEGADAS QUE LHE DEIXEI NO MUNDO PARA QUE VOCÊ NÃO SE PERDESSE.
 

A VOCÊ, QUE NEM SEMPRE ACREDITA QUE ESTOU AO SEU LADO, QUE ME PROCURA SEM ME ACHAR E ÀS VEZES PERDE A ESPERANÇA EM ME ENCONTRAR. A VOCÊ, QUE DE VEZ EM QUANDO PENSA QUE EU SOU APENAS UMA LEMBRANÇA E NÃO COMPREENDE QUE ESTOU VIVO.
 

EU SOU O COMEÇO E O FIM; SOU O CAMINHO PARA VOCÊ NÃO SE DESVIAR, A VERDADE PARA QUE VOCÊ NÃO ERRE, E A VIDA PARA QUE VOCÊ NÃO MORRA. MEU TEMA FAVORITO É O AMOR, QUE FOI MINHA RAZÃO PARA VIVER E PARA MORRER.
 

EU FUI LIVRE ATÉ O FIM; TIVE UM IDEAL CLARO E O DEFENDI COM O MEU SANGUE PARA SALVAR VOCÊ. FUI MESTRE E SERVIDOR, SOU SENSÍVEL À AMIZADE E HÁ MUITO TEMPO ESPERO PELA SUA.
 

NINGUÉM COMO EU CONHECE SUA ALMA, SEUS PENSAMENTOS, SEU PROCEDER, E SEI MUITO BEM QUÃO GRANDE É O SEU VALOR. SEI QUE TALVEZ SUA VIDA PAREÇA POBRE AOS OLHOS DO MUNDO, MAS SEI TAMBÉM QUE VOCÊ TEM MUITO PARA DAR, E TENHO CERTEZA DE QUE, DENTRO DO SEU CORAÇÃO, HÁ UM TESOURO ESCONDIDO: CONHEÇA-SE E ENTÃO VOCÊ RESERVARÁ UM LUGAR PARA MIM.
 

SE VOCÊ SOUBESSE QUANTO TEMPO FAZ QUE BATO À PORTA DO SEU CORAÇÃO E NÃO RECEBO RESPOSTA! ÀS VEZES SOFRO QUANDO VOCÊ ME IGNORA E ME CONDENA, COMO PILATOS; TAMBÉM SOFRO QUANDO VOCÊ ME NEGA, COMO PEDRO; E QUANDO ME TRAI, COMO JUDAS.
 

HOJE, EU LHE PEÇO QUE SE UNA À MINHA DOR, QUE CARREGUE SUA PEQUENA CRUZ JUNTO À MINHA. PEÇO-LHE PACIÊNCIA COM RELAÇÃO AOS SEUS INIMIGOS, AMOR AO SEU CÔNJUGE, RESPONSABILIDADE COM SEUS FILHOS, TOLERÂNCIA COM OS IDOSOS, COMPREENSÃO COM SEUS IRMÃOS, COMPAIXÃO PELO QUE SOFRE, SERVIÇO COM TODOS, ASSIM COMO EU VIVI E LHE ENSINEI.
 

EU NÃO GOSTARIA DE VOLTAR A VÊ-LO EGOÍSTA, REBELDE, INCONFORMADO, PESSIMISTA. GOSTARIA QUE SUA VIDA FOSSE ALEGRE, SEMPRE JOVEM E CRISTÃ. CADA VEZ QUE VOCÊ DESANIMAR, PROCURE-ME E ME ENCONTRARÁ; CADA VEZ QUE VOCÊ SE SENTIR CANSADO, CONVERSE COMIGO, CONTE-ME SEUS PROBLEMAS.
 

CADA VEZ QUE VOCÊ ACHAR QUE NÃO SERVE PARA NADA, NÃO SE DEPRIMA, NÃO SE ACHE INFERIOR, NÃO SE ESQUEÇA DE QUE PRECISAREI DA SUA PEQUENEZ PARA ENTRAR NA ALMA DO SEU PRÓXIMO.
 

CADA VEZ QUE VOCÊ SE SENTIR SOZINHO NA ESTRADA, NÃO SE ESQUEÇA DE QUE ESTOU COM VOCÊ. NÃO SE CANSE DE ME PEDIR, QUE EU NÃO ME CANSAREI DE LHE DAR; NÃO SE CANSE DE ME SEGUIR, QUE EU NÃO ME CANSAREI DE ACOMPANHAR VOCÊ.
 

NUNCA O DEIXAREI SOZINHO.
 

JESUS                            

terça-feira, 30 de junho de 2015

Aceitação


A primeira impressão que temos quando ouvimos ou pensamos em aceitar, seja uma pessoa, um fato ou uma circunstância é de que estaremos nos submetendo ou nos subjugando, desistindo de lutar, sendo fracos.
De verdade, se quisermos modificar qualquer aspecto da nossa vida e de nós mesmos, devemos começar aceitando.
A aceitação é detentora de um poder transformador que só quem já experimentou pode avaliar.
É difícil aceitar uma perda material ou afetiva;uma dificuldade financeira; uma doença; uma humilhação; uma traição.
As pessoas são como são, dificilmente mudam. Não podemos contar com isso.

A única pessoa que podemos mudar, somos nós mesmos, portanto, se não houver aceitação, o que estaremos fazendo é insensato, é insano.
A aceitação é uma força que desconhecemos porque somos condicionados a lutar, a esbravejar, a brigar.
Aceitar não é desistir, nem tão pouco resignar-se.
Aceitar é estar lúcido do momento presente e se assim a vida se apresenta, assim deve ser.
Tudo está coordenado pela Lei da ação e reação.
No instante em que aceitamos, desmaterializamos situações que foram criadas por nós, soluções surgem naturalmente através da intuição ou fatos trazem as respostas e as saídas para o problema.
Tudo é movimento. Nada é permanente.
A nossa tendência “natural” é resistir, não aceitar, combater tudo o que nos contraria e o que nos gera sofrimento. Dessa forma prolongamos a situação.
Resistir só nos mantém presos dentro da situação desconfortável, muitas vezes perpetuando e tornando tudo mais complicado e pesado.
Quando não aceitamos nos tornamos amargos, revoltados, frustrados, insatisfeitos, cheios de rancor e tristeza, e esses padrões mentais e emocionais criam mais dificuldades, nunca trazem solução.
Aceitar é expandir a consciência e encontrar respostas, soluções, alívio.
Aceitar é o que nos leva à Fé.
É fundamental entender que aceitar não significa desistir, é seguir adiante com otimismo.
Ter muitos propósitos a serem atingidos é nossa atitude saudável diante da vida.
Aceitar se refere ao momento presente, ao agora.
No instante que você aceita, você se entrega ao que a vida quer lhe oferecer.
Novas idéias surgem para prosseguir na direção desejada, saindo do sofrimento.

segunda-feira, 29 de junho de 2015

É tempo de ser feliz!

Quando na minha vida, se faz necessário superar tristezas, eu olho para cima, e agradeço a Deus, por viver. Depois olho para dentro de mim, e vejo os meus próprios valores.
Recordo as minhas conquistas, e esqueço as minhas dores.
Que foram necessárias, para engrandecer a minha caminhada.

Lembro que todos nós, possuímos uma força interior, que nos dá um poder extraordinário, de superar tristezas, de curar feridas, recuperar-se dos choques da vida, renascer sempre, erguer-se, ultrapassar, elevar.
Sempre teremos a chance de conquistar os verdadeiros tesouros.
Somos privilegiados, podemos ver a luz!
Essa luz que vem de Deus, e ilumina as nossas vidas.
Privilegiados somos por fazer parte desse mundo, e compartilharmos tantos sentimentos, vivendo bons momentos.

Devemos ter esperanças sempre, pois a felicidade, todos nós poderemos encontrar! Basta acreditar!
E para começar a viver um novo tempo, o mais importante, para mim, é saber, que eu estou de bem com a vida!
Retomarei o leme do meu barco, que estava à deriva.
A previsão do tempo indica que a tempestade logo vai passar…

Neste roteiro, quero cruzar os meus mares, rios e oceanos, pois ainda tenho muito o que velejar!
Antes de partir, escrevo na areia, uma mensagem:
“Sempre haverá no céu, um arco-íris, depois que a chuva passar…”

 (Lisiê Silva)

domingo, 28 de junho de 2015

Você é o que semeou

Certa vez contei uma mentira a um homem. Ele respondeu-me dizendo isto: – Todas as decisões que devo tomar serão baseadas nas suas palavras. Desde então, eu só disse a verdade.
Certa vez reclamei de um presente que recebi, porque não era o que eu queria. Aquela que me presenteou percebeu o desapontamento em meus olhos e disse-me isto: – Escolhi o presente mais valioso que poderia encontrar, porque achei que você deveria ter um deste. Desde então, fico muito alegre com cada presente que recebo.
Certa vez um homem contou-me um segredo, o qual eu sussurrei baixinho no ouvido de um outro amigo. O homem disse-me isto, depois de ouvir seu segredo repetido: – A razão pela qual contei-lhe o segredo foi porque confiei em você, não em seu amigo. Desde então, não confio assim tão facilmente.
Certa vez dei um presente a uma amiga e ela chorou. Me desculpei por ser um presente tão pequeno mas era o que eu tinha encontrado. E ela me respondeu: – Não há nada de errado com o presente, estou emocionada porque você lembrou-se de mim. Desde então, eu dou presentes freqüentemente.
Estava tentando apenas ser eu mesmo, passando despercebido sem chamar atenção. E me foi dito isto: – O fato de você não se adequar faz com que você fique fora de tudo. Desde então, eu penso sobre isto. Penso … existo… penso… somos…
…VOCÊ é um agente muito importante na existência, não vivemos aqui sozinhos. Cada movimento que faz cria uma onda no oceano do outro. Cada vez que você respira afeta todo o ar a volta de quem você está. Cada palavra que você expressa bate no ouvido de alguém.
Aquilo que você toca é sentido por outra pessoa. Aquilo que você faz, certamente afetará alguém. O que não faz ou deixa de fazer, também afetará pessoas. Nós nunca sabemos a distância realmente alcançada por algo que falamos ou fazemos até que nos retorne… Todas as coisas na vida formam um círculo e estamos no meio dele, quer o vejamos ou não…
E tudo que devemos fazer é criar agradáveis ondas, aquelas que envolvem calorosamente tudo em torno de você, e que voltam suaves, fazendo por sua vez que você crie, cada vez mais, ondas agradáveis. Aquilo que o homem semear, com certeza também colherá.

sábado, 27 de junho de 2015

Mantendo o controle

Existem muitas coisas sobre as quais absolutamente você não tem nenhum controle e que certamente têm o potencial de influenciar significativamente a sua vida.
Uma vez que as coisas estão mesmo fora do seu controle, deveria você simplesmente sentar e deixar acontecer? Sim e não. Deixar acontecer, sim. Sentar, não.
Não importa quão fora do seu controle as coisas possam estar, não importa quão impotente você se encontre diante dessa situação, o fato, porém, é que você pode sempre ter no controle a maneira para responder a esta circunstância.
Até mesmo diante da mais aparente desesperançada situação, a esperança está sempre presente. Por quê? Porque a esperança não reside em circunstâncias, mas ela se faz presente no coração. Ninguém pode tirar de você aquilo que existe em seu interior.
Faça o seu melhor com as coisas das quais você tem controle e você irá florescer a despeito das incertezas ao seu redor. Esteja preparado para responder de uma maneira positiva e eficiente a qualquer circunstância que vier ao seu encontro.
Apesar de muitas delas estarem além do seu controle, o que você irá fazer com a circunstância é algo que só você poderá decidir.

sexta-feira, 26 de junho de 2015

O poder da doçura

O viajante caminhava pela estrada, quando observou o pequeno rio que começava tímido por entre as pedras. Foi seguindo-o por muito tempo. Aos poucos, ele foi tomando volume e se tornando um rio maior. O viajante continuou a segui-lo. Bem mais adiante, o que era um pequeno rio se dividiu em dezenas de cachoeiras, num espetáculo de águas cantantes.
A música das águas atraiu mais o viajante, que se aproximou e foi descendo pelas pedras, ao lado de uma das cachoeiras. Descobriu, finalmente, uma gruta.
A natureza criara com paciência caprichosa, formas na gruta. Ele a foi adentrando, admirando sempre mais as pedras gastas pelo tempo.
De repente, descobriu uma placa. Alguém estivera ali antes dele. Com a lanterna, iluminou os versos que nela estavam escritos. Eram versos do grande escritor Tagore, prêmio Nobel de literatura de 1913:
“Não foi o martelo que deixou perfeitas estas pedras, mas a água, com sua doçura, sua dança, e sua canção. Onde a dureza só faz destruir, a suavidade consegue esculpir.”

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Vai passar

Havia num país distante, um rei poderoso que tinha como servo um homem bom e fiel, cuja eficiência era única em todo o reino.
Porém, o rei não podia acreditar que esse homem era perfeito.
Mil dúvidas povoavam sua mente.
E se num momento muito importante a eficiência deste servo falhasse?
Diante desta dúvida o rei resolveu colocar em prova a capacidade do homem.
Chamou-o e disse: -” Servo, cansei desta minha coroa. Quero uma outra, mas não mais em ouro e sim quero-a com pedras preciosas. As mais exóticas e brilhantes que houver. Portanto, ordeno-lhe que a confeccione para mim”.
Como ele sabia que em seu reino não havia este tipo de mineração, achou que pela primeira vez seu servo lhe falharia.
Mas meses depois, o fiel empregado voltou trazendo uma coroa de beleza ímpar, com pedras espetaculares nunca antes vistas em reino algum.
Mas o rei ainda não aceitando totalmente a eficiência do escravo, depois de muito pensar e meditar chamou-o novamente ordenando:
“Servo, agora quero que acrescente nesta linda coroa, uma frase que quando eu estiver triste eu me alegre, e quando eu estiver feliz, eu me entristeça”.
O servo saiu de lá desesperado.
Como faria isso?
Tudo na vida já tinha feito para provar sua fidelidade ao rei, mas agora ele lhe pedia algo que parecia impossível.
Chegou em casa entristecido, sabendo que perderia seu cargo e que mais do que isso perderia a confiança do rei.
Mas a esposa, consternada com a tristeza do marido depois de muito pensar teve uma grande idéia e a executou.
Depois de pronta, o servo pegou a coroa e a levou ao rei que de imediato a colocou na cabeça e foi para a frente do espelho para ver o que nela estava escrito.
Espantado então viu a breve frase:
VAI PASSAR!
E assim é a nossa realidade.
Não importa o momento que estejamos vivendo, TEMOS QUE TER SEMPRE A CERTEZA DE QUE SEJA O QUE FOR, PASSARÁ.
Se a dor, a tristeza, o desânimo estiverem presentes em sua vida… NÃO SE ENTREGUE, POIS EM BREVE TUDO PASSARÁ.
Se por outro lado, você estiver vivendo um grande momento…
APROVEITE-O!
Não o estrague por coisas pequenas.
Saboreie-o com calma, pois ele também passará!

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Síndrome do Estrelismo

Muitas pessoas na vida são acometidas por uma doença muito grave chamada “Síndrome do Estrelismo”.
Duas grandes ilusões acompanham os portadores desta síndrome: Primeiramente, pensam que têm brilho próprio. Em segundo lugar, pensam que o seu brilho dura para sempre.
Toda estrela vive a ilusão do brilho próprio, e pensa que brilha por si mesma; logo imagina também que se basta a si mesma. É o complexo de superioridade, sempre acompanhado de alguns sintomas muito conhecidos, tais como: presunção, arrogância, soberba, orgulho e vaidade. Geralmente esse tipo de luz se apaga muito rapidamente e, pior ainda, quando cair, a queda é muito grande.
Neste mundo ninguém tem brilho próprio. As noites enluaradas nada mais são do que reflexo do brilho do sol sobre a lua. O sol brilha e a lua resplandece. Se na própria natureza percebemos o valor da interdependência, da justa cooperação para a beleza maior do universo, também isso é verdadeiro no plano da vivência humana.
Quando resplandecemos, alguém está nos emprestando o seu brilho. Quem pensa que brilha sozinho, vive uma grande ilusão e usurpa uma luz que não lhe pertence. Nossas vitórias e conquistas trazem o reflexo de muitos brilhos e do brilho de muitos, e que, mesmo no anonimato, ainda assim são mais importantes do que imaginamos.
Uma outra grande ilusão do portador da síndrome do estrelismo é imaginar que vai brilhar para sempre. É o complexo de eternidade adoecendo a vida de alguns pobres mortais. Nesta vida nada é para sempre !
Existem pessoas que não podem conquistar alguns espaços sociais, especialmente no exercício do poder e de influência (políticos, religiosos, artistas, intelectuais, etc.), pois imaginam-se astros-reis, brilhando numa constelação de míseros vaga-lumes.
Tais pessoas esquecem que a vida terrena é muito efêmera, e que as marcas desta efemeridade estão presentes em toda nossa existência. Tudo na vida é ilusório. O rei Salomão disse: “Tudo é vaidade !” Isso vale, também, para os que se imaginam intocáveis e eternos.
Neste novo milênio, seremos todos desafiados a buscar a cooperação mútua, o intercâmbio constante e o reconhecimento de que não somos estrelas isoladas, mas membros de uma grande constelação, onde o brilho de todos é também reflexo do brilho de cada um.
Precisamos deixar que os outros brilhem, pois muitas vezes, quando alguém lança uma luz sobre nosso caminho, aponta-nos o abismo onde iríamos cair.

Estrela não tem luz própria. A glória do universo é apenas um pequeno reflexo da luz maior que provém de DEUS, e todos nós somos fagulhas de DEUS.
Quando
pensamos que estamos
brilhando, é
ELE quem nos empresta a Sua luz.