segunda-feira, 30 de junho de 2014

A quem você quer seguir?

 

Infelizmente, durante muito tempo não tínhamos visão. Hoje, porém, Jesus a está clareando, mostrando as coisas nitidamente para que possamos optar. E assim como o Espírito Santo foi enviado aos apóstolos, para que "enxergassem", Ele está sendo enviado a nós.

Veja se você continua com seus ressentimentos, suas mágoas, não perdoando e não falando com essa ou aquela pessoa; muitas vezes, nem mesmo com seus familiares...

E veja também se está nutrindo sentimentos negativos em relação à Igreja, ao sacerdote ou a movimentos aos quais pertenceu, etc. Se isso estiver acontecendo você está cedendo lugar àquele que não perdoa, que prega o ódio e a divisão, o oposto do que Jesus Cristo nos ensinou. Portanto, está dando brecha ao maligno.

E este é muito sutil e esperto, pois se não consegue entrar pelo adultério, roubo, ódio, vingança, ele o faz pelo ressentimento, pela mágoa, decepção. Mas o que ele quer é entrar, e para isso basta uma brecha...

Ou você é decidido com o Senhor ou vai ser sempre um fraco que cede a tudo: ao ressentimento, à mágoa, aos pensamentos impuros, aos vícios, à fofoca... Sim, quem não tem coragem de acabar com coisas pequenas, aparentemente inofensivas, quem não é fiel e firme no mínimo, não o será nas coisas essenciais da vida. Decida-se!

Monsenhor Jonas Abib

domingo, 29 de junho de 2014

Vencendo as Mágoas do Passado



Enquanto ficamos focados em problemas que aconteceram no passado, decepções com amigos, derrotas, etc...vamos adoecendo e os outros vão continuar seguindo suas vidas e sendo felizes.
Não vale a pena! Cuide de você, esqueça os outros... A mágoa e outros sentimentos só nos impedem de sermos felizes e conquistarmos o que desejamos (no meu caso, o sonho de ser mãe). Aprendi isso na marra...
Esqueçamos as mágoa, bola pra frente... A vitória e a derrota só dependem de nós e de Deus.
Se escolher viver sofrendo, você vai VIVER SOFRENDO, se resolver perdoar e tocar a vida,verá como ela será generosa com você, te dando a chance de ser feliz e deixar o que passou para trás. Quem guarda mágoa no coração, não deixa espaço para a felicidade.
Posso dizer uma coisa sem medo de errar, muitas doenças e enfermidades que acontecem na nossa vida, foram geradas em momentos de profunda angústia, onde ficamos acumulando problemas na nossa mente e no nosso coração. Só precisamos perdoar e esquecer, aí teremos livre acesso as promessas de Deus. Não depende do passado a nossa felicidade e de pessoas que nos fizeram mal, depende de nós, o
desejo e o sacrifício tem que partir de nós, e o sacrifício é esse: PERDOAR.
Houve momentos em que tudo que eu NÃO queria era perdoar, esquecer, e quando fiz isso, Deus agiu em outras áreas na minha vida. A depressão nada mais é do que você estar recebendo o que está dando a si mesma; mágoa, tristeza e frustração pelo que fizeram a você. Procure dar a si mesma a chance de enxergar que você tem um futuro lindo pela frente independente do que ficou lá trás.
Tão certo como o nosso Senhor vive, digo sem medo de errar que quando deixamos tudo isso pra trás - brigas, futilidades, o que foi certo ou errado, ver quem fez ou deixou de fazer, Deus nos abençoa e podemos orar sem culpa pedindo perdão pelos nossos pecados, afinal como poderemos pedir perdão, se tivermos tanta mágoa acumulada no coração pela falta do mesmo?
Creio que Deus vai fazer o que para nós parecia impossível.
Você é uma bênção e sabe disso, só precisa ver que o único que precisa reconhecer isso em sua vida é o teu Senhor e não o homem.
Se for preciso, procure alguém, um psicólogo, alguém habilitado por Deus para te ajudar a superar estas coisas de mágoas, isso não é vergonha, lembrem que grandes homens da Bíblia também passaram por isso; (passaram e não FICARAM) por momentos ruins, só não pode se entregar, tem que lutar para superar tudo e vencer! Fiquem na santa paz de Deus.

(Cristiane Melo)

sábado, 28 de junho de 2014

Carga Pesada



Os anos vão passando e a mala de nossa vida vai aumentando porque existem muitas cargas que recolhemos pelo caminho e não queremos abandoná-las. Às vezes chega num determinado ponto que começa a ficar insuportável carregarmos tantas coisas, a mala está pesando demais.

Podemos sim aliviar o peso, esvaziar a mala. Mas, o que tirar? Vamos inicialmente abrir a mala e tentar então colocar tudo para fora e ver o que tem dentro. À primeira vista, encontramos a fé, o amor e o perdão. Que bom, tem bastante e não pesa nada. Mas, por que esta angústia, este mal estar em muitos momentos?

Mas, vejam, também tem algo pesado, os nossos pecados não confessados e não perdoados. E como é difícil tirar estes pecados até certo ponto escondidos, e como eles pesam. Aí começa a aparecer mais coisas, a raiva, a incompreensão, o medo, o pessimismo, a inveja, a soberba, a ganância, a vaidade...

Nesse momento, o desânimo nos puxa pra dentro da mala. Mas o enviamos para fora com toda a força, e no fundo da mala aparece então aquele sorriso escondido, que estava sufocado no fundo da sua bagagem. Aí colocamos as mãos dentro da mala de novo e mandamos embora a tristeza.

Tiremos a preocupação também. Entreguemos tudo nas mãos do Salvador Jesus.

Bem, a bagagem está pronta para ser arrumada de novo. Tenhamos paciência e pensemos bem o que vamos colocar dentro. Não deixemos de revisar a mala a cada dia e que não nos falte a fé, a esperança e o amor.

sexta-feira, 27 de junho de 2014

A Pureza do Perdão



Porque será tão difícil perdoar? Desculpar alguém que cometeu um erro grave, quando o primeiro sentimento que chega é a raiva? Esta é a principal razão do perdão estar relacionado com tanta dificuldade, assim que percebemos a mentira, engano ou deslize, nossa primeira atitude certamente não é o perdão, mas sim a raiva, a revolta e principalmente o ressentimento.

Por ser algo tão complexo e contraditório é que o perdão é um sentimento puro e direcionado aos que tem um bom coração. Para perdoar é preciso transformar tudo que surge de negativo em desculpa, tolerância e generosidade.

Mesmo com todas as dificuldades, sem dúvida, quem sai com um saldo positivo é aquele que perdoa, pois a mente fica mais leve, rodeada de boas energias e principalmente com uma consciência ainda mais tranquila.

Se a pessoa que necessita do perdão o recebe de bom coração também recebe benefícios, uma alma mais leve para seguir o seu caminho, além de mais uma oportunidade para nunca mais repetir o mesmo desatino.

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Não perca mais tempo!

 

É preciso se decidir a amar e a perdoar. É como o padre na hora da Santa Missa. Para converter o pão e o vinho no Corpo e no Sangue de Cristo é necessário pronunciar as palavras da consagração: "Isto é meu Corpo... Este é o cálice do meu Sangue...". Cabe ao sacerdote pronunciar as palavras e, ao Espírito Santo, com Sua graça, fazer o milagre, para que se tornem presentes sobre o altar o Corpo e o Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo.
Se o sacerdote não disser as palavras, não haverá como o Espírito Santo agir. Na hora em que ele pronuncia essas palavras, o Espírito Santo age e a maravilha de Deus acontece: um milagre.

Com o amor e o perdão é o mesmo: Deus entra com a graça, mas, se não há decisão, não há como a graça d'Ele agir. Pois Ele quis nos criar livres.

Não perca mais tempo: ame hoje, perdoe hoje, ajude quem necessita hoje!

"Bendigo a Deus de todo o coração por colocar em meu caminho tantas pessoas verdadeiramente boas!" (Padre Pio de Pietrelcina)

 Monsenhor Jonas Abib

quarta-feira, 25 de junho de 2014

Perdão

 

É comum em nosso dia-a-dia sofrermos decepções e ficarmos magoados.

Isso é até mesmo natural, pois somos humanos e temos sentimentos, princípios e, também, sonhos e carências.

Algumas pessoas, porém, não conseguem superar as decepções e deixam crescer dentro de si uma mágoa, que irá proporcionar ressentimento, se não for tratada.

Ressentimento é continuar sentindo a decepção e a mágoa.

O caminho é logo chegar à amargura.
Quando isso acontece, nosso organismo todo é atingido.

Ficamos também doentes física, emocional e espiritualmente.

Algumas pessoas se tornam agressivas e carrancudas.

Sem o perdão, não poderemos ter o restabelecimento de nossa plena saúde.

Perdoar quer dizer "desatar cadeias, ataduras". Quem não perdoa está preso a correntes, a uma triste lembrança do passado e não pode desenvolver-se.
Perdoar é uma decisão.

É escolher entre liberar a pessoa que nos ofendeu ou querer vingar-se.

Quando temos um coração cheio de amor e paz é muito mais fácil perdoar.

Esse amor é mais forte do que o ódio lançado contra nós.

O amor apaga esse mal e podemos assim perdoar...

Não só devemos perdoar quem voltou às pazes conosco ou quando tudo está ótimo para nós.

Jesus perdoou os seus agressores ainda na cruz quando ele sentia as maiores dores.

Seu amor foi suficiente para exercer o perdão.

Se desejamos ter uma vida de paz e um futuro maravilhoso, devemos pedir que Deus encha nossos corações de amor, pois assim poderemos perdoar.

Não vale a pena ficar preso a um fato negativo do passado.

Temos uma vida pela frente...
Às vezes perdoar é muito difícil...
Chegamos a pensar que nunca perdoaremos, que nunca esqueceremos alguma mágoa que alguém nos proporcionou...
mas isso é passageiro...as mágoas passam e se soubermos perdoar o coração fica mais leve...ficando mais leve "cabe" muito mais amor e carinho dentro dele...portanto, por mais difícil que seja o melhor caminho é mesmo o perdão...

terça-feira, 24 de junho de 2014

Nosso Deus sabe

 

Quando você está cansado e desencorajado por esforços que não deram frutos, nosso Deus sabe o quanto você tentou…

Quando você chorou por longo tempo com o coração cheio de angústia, Ele contou suas lágrimas… Se você sente que sua vida esta perdida e que há muito tempo se perdeu, Ele está confortando você…

Quando você esta solitário e seus amigos estão muito ocupados para um simples telefonema, Ele acompanha você…

Quando você sente que já tentou de tudo e não sabe por onde recomeçar, Ele tem a solução…

Quando nada mais faz sentido e você se sente frustrado e deprimido, Ele tenta lhe mostrar respostas…

Se de repente tudo lhe parece mais brilhante e você percebe uma luz de esperança, nesse momento, Ele soprou nos seus ouvidos…

Quando as coisas vão bem e você tem muito para agradecer, Ele esta festejando com você…

Quando algo lhe traz muita alegria e você se sente re-fortalecido, Ele esta sorrindo para você…

Quando você tem um propósito a cumprir e um sonho para seguir, Ele abre seus olhos e o chama pelo nome…

Lembre-se que onde você estiver, seja na tristeza ou na felicidade, mesmo que ninguém mais saiba, nosso Deus sabe…

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Nada é impossível para Deus

 
Nós não podemos dizer: "Nossa esperança acabou, está tudo perdido, minha família não tem mais jeito, este mundo não tem mais jeito". Não é verdade! Nada é impossível para Deus! Deus não nos tem como uma lata de lixo, Ele não nos vê como sucatas. O Senhor nos ama como filhos e filhas, mesmo quando estamos na miséria e no pecado. Mesmo quando estamos perdidos, Deus não tira o olhar de nós, porque somos filhos e o Senhor se condói de nossa situação.

Às vezes, colocamos em nossa cabeça que o Senhor não nos ama, mas não podemos desanimar, não podemos dizer que está tudo perdido, porque isso não é verdade. Não somos sucatas, não somos lixo. Hoje, o Pai quer nos tirar dessa situação. Mesmo que tenhamos feito muita coisa errada, não podemos desanimar.

Jesus, por obra do Espírito Santo, fez-se homem para nos salvar, mas o príncipe deste mundo insuflou no coração dos chefes do povo para que estes levassem Cristo à morte. Jesus morreu não porque esses homens quiseram, mas para nos salvar. A morte d'Ele na cruz nos deu a vida.

Se anunciarmos às pessoas que é necessário abrir o coração para Deus, eles também chegarão à salvação, pois nós estamos na época do Espírito, na época da salvação, estamos no tempo da misericórdia. O Senhor está fazendo de tudo para derramar o Seu Espírito em nós, a fim de nos salvar. Quantas pessoas mudaram de vida por causa da oração de alguém, porque foram batizadas no Espírito Santo.
 
Monsenhor Jonas Abib

domingo, 22 de junho de 2014

Os dois irmãos



Paulo e Joaquim eram dois irmãos. Apesar de terem crescidos juntos, os dois tinham personalidades bem diferentes. Paulo era trabalhador, dedicado, esforçado, enquanto Joaquim só pensava em festas. Na cidade onde viviam, havia uma grande empresa e os dois foram contratados quase na mesma época como faxineiros, pois nenhum dos dois foi além do ensino fundamental.
O tempo passou e a empresa, pensando na formação dos seus funcionários, ofereceu um curso supletivo para os que quisessem completar o ensino médico. Quem quisesse, era só permanecer após o expediente e ter as aulas na própria empresa. Paulo, sempre interessado em crescer, aceitou imediatamente. Joaquim, no auge da sua juventude, não quis gastar seu tempo numa sala de aula. Preferia ficar com os amigos. Além do mais, ficar na empresa sem ganhar hora extra lhe parecia um absurdo.

Mais alguns meses e a empresa ofereceu cursos técnicos. Paulo novamente se inscreveu, mas Joaquim não quis abrir mão do futebol, nem dos programas de televisão favoritos, nem do chope com os amigos.

Novas oportunidades surgiram: curso de línguas, de informática, de contabilidade, recursos humanos etc. Paulo sempre disposto, abraçava tudo o que era possível. Joaquim nunca tinha tempo livre, suas justificativas eram as mais diversas.

Po causa da boa formação, Paulo foi crescendo na empresa. À medida que novas vagas iam surgindo, seu nome era lembrado por sua competência e dedicação. Foi promovido diversas vezes e logo alcançou um cargo de gerência. Seu departamento se destacava na empresa por ser o mais organizado e com aos melhores resultados. Paulo, porém, continuava a aproveitar todas as possibilidades que a empresa oferecia para o seu aprimoramento.

Certa vez, o dono resolveu homenagear Paulo pela contribuição no crescimento da empresa. Comemoraram com uma festa para todo o departamento. Naquela mesma tarde, Joaquim passou por ali para fazer a limpeza das salas. Alguém que não conhecia o parentesco entre os dois puxou assunto:

- Que excelente gerente é o senhor Paulo, não?

- Sim, é mesmo… Ele é meu irmão.

- Seu irmão? Ele é gerente e você faxineiro?

- Pois é, como a vida é ingrata… Ele teve sorte e eu não – concluiu Joaquim.

Para refletir
As virtudes não são bens que podem ser comprados ou vendidos, nem mesmo trocados. Elas não dependem da sorte, mas são frutos de um esforço pessoal, de dedicação. Devem ser constantemente alimentadas, bem cuidadas, desenvolvidas. Elas demonstram nosso caráter e constroem a nossa personalidade. Todo ser humano é reconhecido por suas virtudes, por isso é tão importante cultivá-las. Se não nos dedicarmos e procurarmos crescer, certamente nunca alcançaremos os nossos sonhos. Nós construímos a nossa vida a cada dia, pelas opções que fazemos e pelas virtudes que alimentamos. Nós somos frutos das escolhas que fazemos. Não se lamente se você fizer as escolhas erradas, mas procure contorná-las com atitudes produtivas.

O que você diria a Joaquim se fosse a pessoa que o encontrou no dia da festa? E a Paulo? Pense um pouco na sua historia de vida. Como as suas opções influenciaram no que você é hoje? Que atitudes você pode tomar de agora em diante para ter mais sucesso e realização? Como você pode corrigir opções malfeitas no passado que ainda interferem em sua vida hoje?

sábado, 21 de junho de 2014

O rei dos animais

O reino animal é muito organizado. Certa vez, o macaco, escolhido para ser o representante da bicharada, fez uma reunião.
Deveriam decidir qual seria o rei dos animais. Todos dizem que é o leão, mas havia três leões naquela floresta, qual deles seria o rei?

A qual dos três devem prestar homenagens?Os próprios leões já haviam comentado entre si para decidir qual deles era o mais forte, digno de ser rei. Como fazer para eleger o mais forte? Surgiu o impasse. Não queriam lutar entre si, pois eram amigos. Decidiram então eleger o que demonstrasse maior valentia e resistência.

Havia uma grande montanha, muito difícil de ser escalada. O primeiro a atingir o cume da montanha seria o rei! Foi lançado o desafio. Uma semana depois lá estavam todos os bichos, curiosos para conhecer o novo rei. A competição começou. O primeiro tentou, mas não conseguiu ir muito longe. O segundo também. E o terceiro igualmente. Estavam os três exaustos e não tinham ido nem até a metade da montanha. Desistiram.

A plateia começou a ficar impaciente, afinal, qual seria o novo rei? Nenhum deles venceu. Então o macaco, que acompanhou de perto toda a competição, se manifestou novamente.

- Eu sei quem deve ser o rei – disse.

Todos parara, curiosos.

- Eu estava ao lado deles quando desistiram, e ouvi o que disseram. O primeiro leão disse: montanha, você me venceu! O segundo também: montanha você me venceu! Mas o terceiro disse: montanha, você me venceu… por enquanto! Você, montanha, já atingiu seu tamanho final: eu ainda estou crescendo.

Está decidido, o novo rei é o terceiro leão.

- Por que?

- Porque o terceiro leão teve uma atitude de vencedor diante da derrota – disse o macaco. Ele está preparado para ser nosso rei porque é maior que seus problemas.

Toda a bicharada aplaudiu o novo rei, que foi coroado ali mesmo, na montanha.

Para refletir
O nosso caminho está cheio de "montanhas", de barreiras que não podemos vencer, ao menos de imediato. A postura positiva diante destas situações faz a diferença. Não fomos derrotados até que nos entreguemos definitivamente. A "montanha', ou qualquer problema/dificuldade, só nos vencerá se permitirmos isso, se tomarmos uma atitude de derrota. Somos maiores que nossos problemas, sempre.

Qual a "montanha" na minha vida? Quais as "montanhas" que me venceram no passado? Por que me venceram? Quais foram derrotadas por mim? Qual a diferença de atitude que me fez derrotar em uma e ser derrotado em outra situação? Qual a melhor atitude diante de uma aparente derrota?

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Quão Grande és Tu - Pe. Marcelo Rossi

Quão Grande És Tu

 
Senhor meu Deus, quando eu, maravilhado
Fico a pensar nas obras de Tuas mãos
No céu azul de estrelas pontilhado
O Teu poder, mostrando a criação

(Refrão)
Então minh'alma canta a Ti, Senhor
Quão grande és Tu! Quão grande és Tu!
Então minh'alma canta a Ti, Senhor:
Quão grande és Tu! Quão grande és Tu!

Quando a vagar nas matas e florestas
O passaredo alegre ouço a cantar
Olhando os montes, vales e
florestas
O teu poder mostrando a criação

(Refrão)
Quando eu medito em seu amor tão grande
Teu filho dando ao mundo pra salvar
Na cruz vertendo o seu precioso sangue
Minh'alma pode assim purificar

(Refrão)
E quando em fim Jesus vier em glória
Ao lar celeste então nos transportar
Te adorarei prostrado e para sempre
Quão grande és Tu! Meu Deus hei de cantar.

(Refrão)
Pe. Marcelo Rossi

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Uma palavra de carinho ( Hoje, me ouça...)

Mudar o mundo, transformar os outros em pessoas justas, eliminar qualquer fator desagradável ou prejudicial do planeta. Isso não somente é impossível,  como está fora de suas atribuições. Logo, você não precisa se preocupar a respeito.

Existem, porém, coisas aparentemente pequenas e sutis, que têm grande valor e competem - aí sim - a você.

Dar uma palavra de CARINHO e de INCENTIVO em vez de críticas. Desviar a ira com palavras brandas. Perdoar e, principalmente, ser um exemplo de vida são ações muito importantes para as pessoas que estão ao seu lado.

Agir de forma contrária pode ser fatal, pois as pessoas se afastam e se magoam. E o que é pior, elas podem também sentir-se sem apoio, e até longe de Deus.

Seja hoje uma pessoa disposta a amar a Deus e ao próximo como a si mesmo. Uma grande mudança ocorrerá dentro e fora de você.

"...qualquer que escandalizar um destes pequeninos... melhor lhe fora que pendurasse ao pescoço uma pedra de moinho... e se submergisse... no mar" (Mateus 18:6)

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Quando Sentimos Um Bater No Ombro


"Todo homem tem um momento especial em sua vida quando lhe batem no ombro e lhe oferecem a oportunidade de fazer algo muito especial, ajustado a seu talento, e sem igual para ele. Que tragédia se esse momento o encontra desprevenido ou não qualificado para o trabalho que seria sua grande obra." (Winston Churchill)

Que grande verdade se aplicarmos tal pensamento em nossa vida espiritual! Deus tem algo grandioso para todos nós. Ele nos separou para uma grande obra e quer que estejamos atentos e preparados para realizá-la. Ele tem seu tempo certo, sua maneira certa, e nos molda conforme Sua vontade para que, no momento oportuno, sejamos uma bênção em Suas mãos.

O que devemos fazer?
Ele sabe. Como poderemos estar preparados? Ele nos prepara. O que podemos fazer enquanto a hora não chega? Ele nos mostrará como ocupar o nosso tempo de tal maneira que estejamos sempre engrandecendo o nome de Jesus.

Devemos estar sempre ligados no Senhor, envolvidos com as coisas do Senhor, obedecendo à Sua direção e confiantes de que Ele dirigirá nossos passos no tempo determinado. Não devemos nos distrair com os enganos do mundo e nem com as astutas ciladas do inimigo.

Enquanto aguardamos o que Deus tem para nós, busquemos o conhecimento de Sua Palavra, uma comunhão estreita na oração e a unção que vem de Seu Espírito. Se mantivermos nossas vidas na presença do Senhor, a qualquer momento e em qualquer situação, sempre estaremos prontos a brilhar para Sua glória e honra.

Se o Senhor lhe bater no ombro hoje, você estará atento?



Paulo Barbosa

terça-feira, 17 de junho de 2014

Não complique ainda mais ( já tá de bom tamanho...)

Tem gente que há muito tempo não sabe o que é se sentir bem consigo mesmo.

Muitas pessoas passam anos sem aproveitar o gostinho de muitas coisas boas e - quem sabe - particularmente divertidas.


É assim que nunca se tem tempo pra sentar num fim de tarde numa varanda, ou ler um bom livro, ou apenas olhar o horizonte, deixando tudo mais ficar em câmera lenta...
 

Mas como ter paz de espírito para - no silêncio - a gente não se incomodar com a própria presença?

Quando o Eterno trata dos homens, ele não os compara a uma montanha sólida, ou um rio de forte corrente, ou um carvalho de tronco soberbo.

Nós, para Deus, somos como frágeis e gentis flores.

Felizmente, tal realidade não significa dizer que você seja insignificante, desprotegido ou destinado à destruição fácil.

Como a flor, sua beleza e perfume suave o tornam objeto da atenção divina e do cuidado de Deus.

Preserve em você os elementos agradáveis e belos da flor, evitando os espinhos da dúvida, do ódio e da mágoa. Eles só prejudicam, tiraram a paz, interferem no seu dia-a-dia, e complicam tudo ainda mais.

Sinta-se amado por Deus, e reserve aquele tempinho pra estar mais perto do Pai, seja no trabalho, seja no trânsito, ou quem sabe sentado naquele fim de tarde na varanda.

"Porque o homem são seus dias como a erva; como a flor do campo, assim floresce"     Salmos 103:15

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Prestar Atenção!!!

Conta-se que um homem de negócios, após longos anos de trabalho árduo, conseguiu ajuntar significativa fortuna.
Todavia, o grande empresário, apesar de todo o dinheiro que possuía, sentia-se infeliz. Desejava a felicidade, mas um grande vazio lhe perturbava a alma e as tribulações das horas lhe roubavam a paz.
Um dia, ouviu falar da existência de um velho sábio conhecedor de regras eficientes para quem deseja ser feliz.
O executivo não teve dúvidas. Muniu-se dos recursos necessário e saiu a procurá-lo.
Após longa e exaustiva busca, chegou ao lugarejo onde residia o tal sábio.
Algumas informações a mais, e lá estava ele, frente a frente com o ancião.
A expectativa era tanta que ele foi direto ao assunto.
"Ouvi dizer que o senhor sabe a receita para se conquistar a felicidade, e o que mais desejo é ser feliz, pode me ajudar?" Perguntou ansioso.
Bem, respondeu o sábio, na verdade as regras são muito simples. A primeira delas é prestar atenção. A segunda, é prestar atenção. E a terceira e última é prestar muita atenção.
O executivo pensou que ele só podia estar brincando, mas depois de ouvir algumas considerações, foi mudando de idéia.
O ancião falou com sabedoria: "quem presta atenção em tudo o que acontece nos minutos de sua vida, consegue ser feliz."
- Preste atenção no que as pessoas lhe dizem. Saiba ouvi-las com serenidade, buscando ajudar na medida do possível.
- Ao fazer uma refeição, aproveite bem o momento. Preste atenção nos alimentos que ingere, sinta o seu sabor.
- Preste atenção em tudo à sua volta...
- Olhe com atenção uma noite enluarada, um amanhecer de ouro...
- Contemple, com atenção, um jardim que explode em perfumes e cores...
- Uma cascata estirada sobre a montanha rochosa...
- Observe com atenção um bando multicor de aves cruzando os ares... Ouça atentamente o canto de um pássaro solitário...
- Preste atenção na chuva que cai abençoando o solo. Imagine os lençóis d'água no subsolo, espalhando fertilidade e vida...
- Detenha-se a observar o trabalho das formigas, sua organização, sua perseverança.
- Acompanhe com atenção o desabrochar de uma rosa... sinta o seu perfume.
- Enfim, observe atentamente os pequenos "nadas" ao seu redor.
- Em pouco tempo você perceberá que há muito mais coisas boas do que ruins, e isso o fará feliz.
Depois de ouvir atentamente os conselhos do velho sábio, o empresário já estava se sentindo mais alegre e disposto a lutar pela felicidade tão almejada.
Pense nisso!
As horas são abençoadas oportunidades de aprendizado e alegria.
Mas, embora elas se repitam incessantemente, os minutos já não são os mesmos e as circunstâncias mudam a cada segundo.
Dessa forma, a cada hora temos sessenta minutos para encontrar motivos de felicidade, basta que prestemos muita atenção em cada um deles, sem esquecer que a nossa atenção deve voltar-se para as coisas realmente positivas.

domingo, 15 de junho de 2014

O Perdão

Quando é que se reconhece a grandeza do ser humano?
Não é quando ele dá esmola para o menino de rua, quando pára o
carro em frente à faixa de  pedestre ou quando oferece carona
num dia  de chuva.
Essas atitudes reforçam para nós mesmos a idéia de que, sim, somos gente fina. Mas é fácil ser gente fina reproduzindo atitudes padrão.
Difícil é ser grande diante do assombro, diante do inesperado, diante
do desconhecido.
   
Acho que entre todos os grandes gestos, o perdão é o  maior deles.
Em primeiro lugar, o perdão é fruto do erro de alguém, e quanto maior este erro, maior a grandeza de quem, atingido, se  dispõe a passar por cima da própria dor e levar a vida adiante. E o perdão torna-se ainda mais digno porque ninguém se prepara para perdoar.
É  mentira quando alguém diz: eu perdôo tudo.
Este tudo não pode ser mensurado previamente.
Não se  sabe de antemão o tamanho do golpe.
Não se pode prever nossa reação diante do difícil reconhecimento de que alguém falhou conosco.  É fácil desculpar um atraso, um esbarrão, um esquecimento, mas o tamanho do perdão é proporcional ao tamanho do erro: estes são exemplos de perdões fáceis, corriqueiros.
Difícil é perdoar o trágico.
   
O Papa João Paulo II perdoou o turco que lhe deu um tiro anos atrás.
O Papa é o representante  maior de Deus na terra, não se espera dele outra  atitude, ainda que tenha surpreendido muita gente.
Mais surpresos ficamos com aqueles que não vestem nenhum tipo de batina e também perdoam  os que tiraram a vida de seus irmãos, filhos, pais.

Eles não aceitam, mas compreendem.
Compreendem a miséria humana, compreendem as atitudes  impensadas.
São considerados perdedores por causa disso. E nós, ganhamos o quê não compreendendo? - O perdão é prova de entendimento absoluto,
principalmente de si mesmo. Não perdoar é isolar o outro, perdoar é entrar no jogo com ele, participar do problema, e não julgá-lo como se
estivéssemos imunes à mesma fraqueza.
O perdão é o gesto mais elevado que há.
Tão elevado que poucos chegam  lá.
(MARTHA MEDEIROS)