sexta-feira, 9 de março de 2012

Deus


Vou buscar, meu Deus, nem que em águas distantes, nem que preciso for mover céus e terras estranhas, desbravar as matas, enfrentar perigos angustiantes, lutar sem armas, galgando as mais altas montanhas.
Vou buscar, Senhor, um porto novo e seguro, onde o barco de minha vida ancore com firmeza, onde meus pés não encontrem caminho impuro e os meus anseios se emoldurem pela natureza.
Vou buscar, Senhor, esta paz tão almejada, expandindo todo o ser que meu peito habita. Vou em busca da quimera por demais sonhada e chegar até onde meu caminhar permita. Vencerei as angústias de perguntas sem respostas.
Inverterei o rumo que não me foi destinado.
Despojada do fardo que pesava em minhas costas, seguirei tranqüila ao amanhã tão esperado! Levarei, Senhor, comigo somente os sonhos eivados de esperança e do verdadeiro amor. Deixarei para trás os restos tristonhos de um passado sem vida, sem rumo, sem cor…

Autor desconhecido.

Nenhum comentário: